Semae de Mogi: prefeito determina suspensão de cortes por inadimplência

PUBLICIDADE

O prefeito Marcus Melo determinou a suspensão por 30 dias de cortes por inadimplência para os clientes do Semae de Mogi das Cruzes (Serviço Municipal de Águas e Esgotos), como medida para reduzir o impacto financeiro provocado nas famílias em razão da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). São cerca de 140 mil ligações na cidade.

De acordo com a administração municipal, as famílias de baixa renda ficarão isentas, pelo mesmo período, do pagamento da tarifa de água e esgoto. “Fiz ofícios à Bandeirante e à Comgás pedindo a suspensão dos cortes (por falta de pagamento). Como o Semae é uma autarquia ligada à Prefeitura, eu determinei a suspensão do pagamento para famílias que estão nos programas de baixa renda”, afirmou Melo.

A autarquia informa que ainda definirá como será a concessão dos benefícios e quantas famílias serão atendidas, após levantamento conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência Social. O prazo de 30 dias poderá ser prorrogado.

PUBLICIDADE

A suspensão de cortes por inadimplência e a isenção a famílias de baixa renda integram uma série de medidas que vêm sendo adotadas na cidade para enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus.

Veja também:

PUBLICIDADE
Deixe um comentário

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais