Categorias
MOGI DAS CRUZES

Prefeitura de Mogi das Cruzes lança Operação Verão, com objetivo de reduzir impactos das chuvas



Em uma coletiva de imprensa realizada na manhã desta terça-feira (28), a Prefeitura de Mogi das Cruzes lançou oficialmente a Operação Verão 2023/2024, que terá início na próxima sexta (1), com o objetivo de minimizar os impactos causados pelas fortes chuvas que costumam ser registradas nesta época do ano.



A entrevista coletiva contou com a presença do prefeito Caio Cunha, vereadores, secretários municipais, representantes da Defesa Civil, que coordena as ações, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.



“O quem tem se demonstrado, desde o início deste ano, é que as chuvas quando vêm, agora, elas estão vindo de uma vez só. Só para ter ideia, no início deste ano, em um dia, choveu o que era para ter chovido em dois meses. Muito forte. Foi quando houve aquela tragédia no Litoral Norte e aqui também afetou bastante. Desde então, a gente tem trabalhado muito, tanto na limpeza e desobstrução das galerias, criação de novos terminais, a desobstrução do Rio Jundiaí, que há mais de 10 anos aguardava por isso”, disse o prefeito Caio Cunha.



De acordo com a administração municipal, durante o período da Operação Verão, o atendimento a urgências e emergências causadas pelas precipitações são prioridades para toda a estrutura da Prefeitura e órgãos de atendimento. Nos meses de realização da operação, a Defesa Civil de Mogi das Cruzes mantém ainda contato contínuo com a Defesa Civil do Estado, para o acompanhamento das condições climáticas e para o planejamento de ações a serem desenvolvidas. Além disso, o monitoramento das áreas de risco também é intensificado.



O trabalho da Operação Verão é coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança, por meio da Coordenadoria de Defesa Civil, e conta com a participação de diversas secretarias municipais, do Samu, Semae, Guarda Municipal, Defesa Civil do Estado, Corpo de Bombeiros, Cetesb, Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), Tiro de Guerra, Sabesp, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e da concessionária de energia elétrica EDP.

Quedas de energia

Questionado sobre os casos de falta de energia após as recentes chuvas em Mogi das Cruzes, o prefeito Caio Cunha afirmou que cobrado à EDP com relação às podas de árvores, com o objetivo de evitar futuras quedas na fiação e a consequente falta de energia.

“Quando a árvore está sobre os fios. Ela tem a possibilidade de cair ou interromper algum tipo de fornecimento por conta da proximidade com a fiação, a poda é responsabilidade da EDP. Eles já tem essas árvores mapeadas e constantemente eles tem que fazer essa manutenção”, disse Caio Cunha. “Eles são responsáveis por isso e o pior, quando fazem, deixam os galhos todos no chão. Aí, quando chove, vai tudo para o rio. Então, a gente tem cobrado uma eficiência maior, inclusive com a necessidade de aplicação de multas, dentre outras coisas”, afirmou o prefeito.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região? Siga nossos perfis no InstagramFacebook e Google News e entre em nossos grupos no Telegram e WhatsApp.

Por Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP