MOGI DAS CRUZES

Câmara de Mogi das Cruzes aprova Lei Orçamentária Anual para 2021

A Câmara de Mogi das Cruzes aprovou, em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira (15), em segunda e última discussão e votação, o Projeto de Lei 101/2020, que estima a receita e fixa a despesa do Município de Mogi das Cruzes para o exercício de 2021: a Lei de Orçamentária Anual (LOA).

De acordo com o projeto, para 2021 o município prevê uma receita de R$ 1.954.705.000,00, levando em consideração os recursos que serão repassados à Câmara Municipal, Prefeitura, Semae e Iprem. As Pastas que vão alocar a maior quantidade dos recursos em 2021 são: Educação (R$ 420,9 milhões), Saúde (R$ 296,5 milhões) e Finanças (R$ 206,5 milhões).

No total, a previsão orçamentária para 2021 aumentou 3,1% em relação ao orçamento de 2020. Em audiência pública realizada na Câmara Municipal em novembro deste ano, o secretário Clóvis da Silva Hatiw Lú Junior, afirmou que esse aumento total da previsão se deu por conta das operações de crédito do Município, mas especificamente do financiamento para o programa +Mogi Ecotietê, feito pela Prefeitura. Desconsiderando as operações de crédito, a previsão de receitas da cidade é 6% menor, ou seja, uma queda de aproximadamente R$ 88 milhões.

Com a receita do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), a Prefeitura espera arrecadar R$ 194.000.000,00 em 2021. Já com o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) o esperado é uma arrecadação de R$ 144.610.000,00.

Essa notícia foi atualizada em 16 de dezembro de 2020 11:19

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online