MOGI DAS CRUZES

Vereadores de Mogi aprovam moção de repúdio a filme com Gentili e Porchat

A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes aprovou, em sessão ordinária nesta terça-feira (15), a moção de repúdio 30/2022 contra o longa-metragem “Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola”, que tem Fábio Porchat e Danilo Gentili no elenco. A autoria da moção de repúdio é do vereador Maurino José da Silva (PODE), o policial Maurino.

Produzida em 2017, a obra entrou para o catálogo da Netflix em fevereiro deste ano e virou alvo de polêmica. A controvérsia tem origem em uma cena em que o personagem interpretado pelo ator Fábio Porchat assedia sexualmente dois meninos. Nas imagens, ele abre o zíper da calça e, em seguida, sugere que um dos garotos toque em suas partes íntimas.

“Estamos vivendo momentos distorcidos. Assim, perdemos os valores das famílias. Enquanto os pais lutam para ensinar os filhos pelo exemplo, surge um filme com essa situação. Até mesmo o título vai contra ao que esperamos da Educação. A faixa etária da obra é liberada para menores. É repugnante”, disse o vereador policial Maurino.

Osvaldo Silva (Republicanos) concordou com o colega: “Quando se mexe com os adolescentes, é perigoso. O caráter deles está se formando. Existe essa apologia à pedofilia. Em época que estamos na luta contra o abuso sexual, aparece uma cena dessas. Não podemos aceitar”.

Malu Fernandes (SD) também não aprovou a produção audiovisual. “Nosso país é o segundo em exploração sexual de crianças e adolescentes. Estamos construindo a importância das denúncias, sensibilizando a rede pública para identificar esses casos. Nesse contexto, uma empresa de repercussão mundial tratar esse problema sério como uma brincadeira é terrível”, disse ela.

O documento legislativo será direcionado à secretária de Cultura de Mogi das Cruzes, Kelen Chacon, e à empresa Netflix Entretenimento Brasil Ltda.

Clique aqui e confira as últimas notícias de Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 15 de março de 2022 20:05

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP