Pronto Atendimento Infantil do Hospital Municipal de Mogi será fechado temporariamente

CIDADE

O Comitê Gestor do Coronavírus em Mogi das Cruzes, formado por diretores técnicos de hospitais públicos e privados da cidade, decidiram pelo fechamento temporário do Pronto Atendimento Infantil 24 horas do Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, em Braz Cubas. A partir de segunda-feira (20), todo atendimento pediátrico de urgência e emergência ficará concentrado no Pró-Criança, nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) do Oropó e Rodeio ou nos Pronto Atendimentos 24 horas do Jardim Universo e Jundiapeba.

Como o Hospital Municipal vem concentrando atendimento exclusivo aos pacientes com suspeita ou confirmação de coronavírus, o fechamento do PA Infantil é uma medida necessária para garantir segurança às crianças com outras doenças e seus familiares, informou a Prefeitura de Mogi das Cruzes, completando que todo o esforço da Secretaria Municipal de Saúde está concentrado em centralizar os atendimentos do novo coronavírus no Hospital Municipal e no Hospital de Campanha, que deverá entrar em operação no final deste mês. 

Desde o início da pandemia, a unidade hospitalar de Braz Cubas está sendo totalmente estruturada para atender os casos mais graves, com instalação de respiradores mecânicos e outros equipamentos para tratamento de terapia intensiva, enquanto o Hospital de Campanha está sendo preparado para garantir retaguarda para pacientes leves, como os que tiverem alta da UTI, mas ainda precisam de acompanhamento médico.

De acordo com a Prefeitura, no Hospital Municipal, o Pronto Atendimento Infantil 24 horas teve uma redução de 77% desde o início da pandemia e o Pró-Criança, uma queda de 82%, no mesmo período.

“As mudanças estão totalmente pautadas na realidade atual. Tanto o Pronto Atendimento Infantil do Hospital como o Pró-Criança registraram quedas significativas no movimento, o que nos permitiu tomar essa decisão”, explica o secretário municipal de Saúde, Henrique Naufel, que elaborou o estudo em conjunto com outros membros do Comitê Gestor do Coronavírus: Eder Donizetti Peres de Oliveira, diretor técnico do Hospital Ipiranga; José Alferio Di Giaimo, diretor técnico do Hospital Santana; Luiz Carlos Viana Barbosa,  diretor técnico do Hospital Luzia de Pinho Melo; Michel Fukusato, diretor técnico do Hospital Mogi Mater; Ricardo Bastos, diretor técnico da Santa Casa; e Sidnei Shoji Mori, diretor técnico do Hospital Municipal de Mogi das Cruzes.

O grupo decidiu, ainda, que o suporte para eventuais internações pediátricas será garantido pelo Hospital Luzia de Pinho Melo, que possui ala especializada e é o único equipamento público regional com disponibilidade de leitos de UTI pediátrica, sendo referência para o Alto Tietê.

Confira as últimas notícias sobre coronavírus em Mogi das Cruzes e Região

Entre em nossos Grupos de WhatsApp ou em nosso Canal no Telegram e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região



Deixe um comentário:
Os comentários não representam a opinião do Notícias de Mogi e são de responsabilidade do autor da mensagem. Conteúdos com palavrões serão excluídos.