Câmara cobra solução da Prefeitura para “cracolândias” em Mogi das Cruzes

CIDADE PRIORIDADE

Em uma reunião marcada pela Comissão de Assistência Social da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes na manhã de terça-feira (25), vereadores e representantes da Segurança, Assistência Social, Educação, Saúde e do Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas discutiram medidas que poderiam ser tomadas para evitar a concentração de usuários e traficantes de drogas em pontos da cidade, o que chamaram de “cracolândias”.

Os vereadores que participaram do encontro – Edson Santos (PSD), Mauro Araújo (MDB) e Emerson Rong (PR) – citaram dois locais como sendo os mais críticos: a Praça 1º de Setembro (foto), na região central, e uma grande área na rua Coronel Cardoso Siqueira, na altura da Vila Nova União. “Na Nova União temos muitas escolas e entidades que atendem crianças e adolescentes nas proximidades desta área que está se tornando uma cracolândia. Em breve, teremos o Sesi, inclusive. Não podemos permitir que os estudantes sejam expostos a este cenário degradante”, disse Mauro Araújo.

O secretário municipal de Segurança, Paulo Roberto Madureira Salles, rebateu dizendo que foi instalada uma câmera em um ponto estratégico da via e, além disso, estabeleceram contato com o proprietário da área, para mantê-la limpa.

A secretária de Assistência Social, Neusa Marialva, e sua equipe ressaltaram as ações da Prefeitura voltadas para as pessoas em situação de rua e a parceria com a Secretaria de Saúde no encaminhamento dos dependentes químicos para tratamento. “É um problema social, que exige esforços de várias áreas, como a Saúde, para o tratamento destas pessoas, a segurança para coibir o tráfego, por exemplo. Da nossa parte, estamos avançando. O município está implantando em parceria com o governo do Estado o programa Recomeço, para habilitar clínicas terapêuticas da cidade para tratamento de dependentes químicos”. Da área saúde, foi citada a implantação do CAPS AD (Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas), que passou a funcionar este ano.

O tenente Rogério Rodrigues, do 17º Batalhão da Polícia Militar (PM/SP), se comprometeu em aumentar o policiamento no local, em conjunto com a Guarda Municipal: “Vamos intensificar as rondas nesta área em duas a três vezes por semana, alternando com a Guarda. Será um trabalho conjunto em resposta a este problema, bem como no Largo 1º de Setembro, que também apresenta problemas do tipo”.

Representando a Diretoria Regional de Ensino, Audrey Inez Garcia de Oliveira, destacou a importância de se fortalecer ações preventivas. “Temos o Proerd que dá resultados muito positivos, mas alcança apenas uma determinada faixa etária. Precisávamos ampliar projetos como este para os adolescentes. O cenário é preocupante”, alertou.

O presidente do Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas, Mauricio de Souza, compartilhou da mesma opinião: “É preciso prevenção o tempo todo. A responsabilidade é de todos nós”, concluiu.

Para o vereador Edson Santos, a reunião foi muito produtiva. Ele agradeceu a atenção de todos com o problema: “É este empenho de todos os setores da cidade que fazem a diferença em Mogi. Agora vamos acompanhar os próximos passos e nos colocamos à disposição para auxiliar no for preciso. A população precisa de uma resposta efetiva do poder público, e é isto que estamos cobrando”.

Reunião entre vereadores e representantes do Executivo municipal discutem soluções para locais que reúnem usuários de crack

Vote no Notícias de Mogi para o prêmio de Melhor Portal de Notícias do Alto Tietê


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *