BRASIL

PIS Pasep 2022: prazo para sacar até R$ 1.212 termina em dezembro

Até o dia 29 de dezembro ainda é possível sacar o PIS Pasep 2022 (ano-base 2020), cujo calendário de pagamentos foi concluído em março. Este ano, o calendário do abono salarial durou menos de dois meses pelo fato de que o benefício devia ter sido pago no ano passado mas atrasou.

Para receber o PIS Pasep 2022 foi preciso ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias durante o ano de 2020, com remuneração mensal média de, no máximo, dois salários mínimos (R$ 2.424).

Os trabalhadores receberam de acordo com a quantidade de dias trabalhados em 2020. Para receber o valor integral do PIS Pasep (R$ 1.212) era preciso ter trabalhado registrado ao longo dos 12 meses de 2020. Aqueles que trabalharam menos que isso, receberam o valor proporcional.

O governo federal informou que aproximadamente 22 milhões de trabalhadores receberam o PIS Pasep 2022, totalizando mais de R$ 20 bilhões em abono salarial.

Vale lembrar que o PIS é pago pela Caixa Econômica Federal, por meio da Poupança Social Digital ou direto na conta corrente de quem é cliente do banco, ao passo que o Pasep é de responsabilidade do Banco do Brasil.

Como consultar o PIS Pasep 2022

Para consultar se tem direito ao PIS é necessário acessar os aplicativos Caixa Trabalhador ou Carteira de Trabalho Digital; entrar em contato com a central de atendimento da Caixa pelo telefone 0800 726 0207; pelo número 158, da central de atendimento do Ministério do Trabalho; ou ainda nos postos da Superintendência Regional do Trabalho.

No caso do Pasep, as informações podem ser consultadas pelos telefones 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos), pelo número 158 da central de atendimento do Ministério do Trabalho e também nos postos da Superintendência Regional do Trabalho.

Para receber mais novidades sobre benefícios sociais, entre em nossos grupos no Facebook e Telegram

Essa notícia foi atualizada em 14 de maio de 2022 18:30

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP