MOGI DAS CRUZES

Orçamento Estadual 2022: saiba como foi a audiência da Alesp em Mogi das Cruzes

Na noite de ontem (13), a Câmara Municipal de Mogi das Cruzes sediou a 13ª audiência pública da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), que debateu as demandas da população para o Orçamento Estadual de 2022. A audiência foi presidida pelo deputado estadual Estevam Galvão (DEM).

“Uma audiência que possibilita, de maneira presencial e online, a participação da população. Um encontro de grande importância para a população de Mogi das Cruzes e do Alto Tietê. É necessário estabelecer as prioridades para as despesas públicas”, ressaltou o presidente da Câmara Municipal, Otto Rezende (PSD).

O presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Casa, Pedro Komura (PSDB), também falou sobre a importância da audiência pública na região. “É uma oportunidade para que a região do Alto Tietê traga as demandas. Dessa forma os nossos deputados poderão analisar e incluir no orçamento para o ano de dois mil e vinte e dois”, pontuou.

O prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha (Pode), usou a tribuna para enaltecer a audiência pública e questionar a possível instalação de uma praça de pedágio na Rodovia Mogi-Dutra (SP-088). “É importante a participação não só das lideranças políticas, mas de toda a sociedade. Mais importante do que a vinda de recursos é a impossibilidade de que recursos venham”, afirmou.

“Temos convicção e consciência que o grande clamor da região é o não pedágio na Mogi-Dutra”, complementou o deputado Estevam Galvão.

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), que é presidente do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê), pontuou algumas demandas da cidade de Suzano e Região, dentre elas melhorias no Hospital das Clínicas da cidade de Suzano, os acessos ao Rodoanel também da cidade de Suzano, a ampliação de serviços da área veterinária, o aumento de ofertas de exames clínicos e a expansão do efetivo da Polícia Militar no Alto Tietê.

Durante a manifestação do público presente na audiência, o Esporte foi o tema mais frequente. “Muitas vezes o Esporte não tem o reconhecimento necessário por parte do Governo do Estado de São Paulo. Então nós precisamos, sem dúvida nenhuma, incrementar as atividades esportivas, elas são de extrema importância para a Educação e para a recuperação dos nossos jovens”, disse o deputado estadual Marcos Damásio (PL).

Antônio Marcos da Silva Pinto sugeriu que fossem ofertadas aulas de Educação Física no contraturno da escola, com a organização de jogos esportivos. Antônio também sugeriu que os alunos recebam uma bolsa atleta estadual. ”Assim construiremos uma população mais saudável”, argumentou.

João Gilberto pediu investimentos nos campos de futebol da região. “As praças de esportes têm dificuldades para receber gramados sintéticos, alambrados e vestiários para que as crianças joguem com dignidade”, lamentou.

Erick Fagundes, representante da modalidade Handebol, pediu mais atenção ao esporte amador da cidade. “Hoje temos o basquete como carro chefe, mas pedimos para que o esporte amador tenha um olhar diferenciado. É dentro das escolas que crianças e adolescentes poderão ter um caminho melhor”, ressaltou.

Também foram abordadas questões ligadas à Educação, inclusão religiosa, regularização fundiária, ao desenvolvimento social, agricultura familiar e acessibilidade:

Igor Henrique, pediu mais investimentos na periferia, sobretudo no distrito de Jundiapeba. “No meu distrito existe futuro, que pode ser transformado através do desenvolvimento”, afirmou.

O vereador Edson Santos (PSD), presidente da Comissão de Assistência Social e Direitos Humanos da Câmara Municipal, apresentou cinco demandas da cidade durante a audiência: ampliação dos valores destinados à Assistência Social, repassado pelo Estado aos Municípios; a construção de um Centro Dia para pessoas portadoras de necessidades especiais; a implantação de um Centro de Referência Especializado para Mulheres Vítimas de Violência; aluguel social para mulheres em situação de violência; acolhimento para pessoas em situação de rua; e uma nova Delegacia de Defesa da Mulher em Mogi das Cruzes. “Gostaríamos do empenho de cada um de vocês (deputados) nestes itens. É uma luta de todos que trabalham na Assistência Social a falta de recursos no Estado”, afirmou Santos.

A vereadora Malu Fernandes (SD), dentre outras coisas, pediu uma atenção do Estado à conectividade na Zona Rural para os alunos do ensino médio. A parlamentar também pediu a ampliação do espaço da Fatec, com aumento da oferta de cursos. “É importante que a gente incentive os mogianos a estudarem em nossa cidade”, ressaltou.

O vereador Francimário Vieira Farofa (PL) pediu uma obra de acessibilidade na Rodovia Mogi-Bertioga para os alunos da APAE Rural. De acordo com Farofa, havia a previsão para a obra, que foi retirada da prioridade pelo governador João Doria (PSDB). “Não tem espaço para passar. Muitas vezes os alunos caem na travessia e quebram as cadeiras de rodas. Daí o meu apelo para os deputados, para se colocar no orçamento de dois mil e vinte e dois esta obra para a nossa cidade”, pediu o vereador.

O público pôde enviar contribuições e sugestões ao orçamento de forma presencial na audiência e por meio digital, como WhatsApp, site da Alep ou Zoom.

Também participaram da audiência os deputados estaduais Gilmaci Santos (Rep), presidente da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da ALESP, dr. Jorge do Carmo (PT), Marcos Damásio (PL) e Enio Tatto (PT), além de Neusa Marialva, que representou o deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) e os vereadores Osvaldo Silva (Rep), Edson Santos (PSD), Inês Paz (PSOL), Bigêmeos (PSD), Edinho do Salão (MDB), Iduigues Martins (PT) e Francimário Vieira Farofa (PL), além de representantes de Sindicatos, Associações e entidades de classes. A próxima audiência pública da Alesp acontecerá na quinta-feira (16), na cidade de Tatuí-SP.

Essa notícia foi atualizada em 8 de outubro de 2021 15:52

Compartilhar

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais