BRASIL

Com atraso no Auxílio Brasil, auxílio emergencial pode ter calendário prorrogado

O governo federal voltou a dar indícios de que pode prorrogar, novamente, o auxílio emergencial em 2021. O benefício vem sendo concedido desde abril de 2020, com o objetivo de amenizar os impactos financeiros causados pela pandemia.

De acordo com matéria do jornal O Globo, a pista partiu do Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, que na última quarta-feira (27) teria indicado a parlamentares uma nova prorrogação do benefício fora do teto de gastos caso a PEC dos Precatórios não seja aprovada na Câmara dos Deputados.

Entre outras medidas, a PEC abre espaço no Orçamento para o pagamento do Auxílio Brasil, programa que o governo pretende colocar como substituto do auxílio emergencial e do Bolsa Família. Portanto, se a proposta não passar no Legislativo, não restará outra saída ao governo federal a não ser prorrogar o auxílio emergencial até 2022.

A sétima – e até então última – parcela do auxílio emergencial vem sendo paga pela Caixa Econômica Federal de acordo com um calendário de depósitos que termina neste domingo (31). Já o saque da sétima parcela a trabalhadores informais e inscritos no CadÚnico será liberado entre os dias 1 e 19 de novembro.

Confira abaixo o calendário completo da 7ª parcela do auxílio emergencial 2021:

Bolsa Família

Final do NISData de pagamento
118/10
219/10
320/10
421/10
522/10
625/10
726/10
827/10
928/10
29/10

Informais e CadÚnico

Mês de aniversárioDepósitoSaque
Janeiro20/101/11
Fevereiro21/103/11
Março22/104/11
Abril23/105/11
Maio23/109/11
Junho26/1010/11
Julho27/1011/11
Agosto28/1012/11
Setembro29/1016/11
Outubro30/1017/11
Novembro30/1018/11
Dezembro31/1019/11
Fonte: Caixa Econômica Federal

O auxílio emergencial 2021 é pago mensalmente a 45,6 milhões de pessoas e conta com quatro parcelas de R$ 250, em média, com exceção às mulheres chefes de família monoparental (criam os filhos sozinhas), que têm direito a R$ 375, e aos indivíduos que moram sozinhos – família unipessoal –, que recebem R$ 150.

Têm direito ao benefício somente famílias com renda per capita de até meio salário mínimo (R$ 550) e renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.300). Além disso, apenas uma pessoa da família pode receber o apoio financeiro. A consulta para saber se tem direito ao benefício pode ser realizada no site da Dataprev, empresa de tecnologia da Caixa Econômica Federal.

Empréstimo do Caixa TEM

Receba mais notícias sobre benefícios sociais entrando em nosso Grupo no Facebook ou Canal no Telegram

Essa notícia foi atualizada em 11 de novembro de 2021 14:24

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online