Categorias
BRASIL

BNDES: banco libera cartão de crédito e empréstimo para MEI



Formalizar-se como MEI (Microempreendedor Individual) traz uma série de vantagens ao trabalhador autônomo. Além de possibilitar o acesso a benefícios do INSS e viabilizar a emissão de nota fiscal, a formalização permite que empreendedores consigam empréstimo e cartão de crédito de forma mais fácil e sem burocracia.



O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), por exemplo, conta com soluções de crédito especiais a quem é MEI (microempreendedor individual) ou possui CNPJ. Ele é uma empresa pública federal, cujo principal objetivo é o financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos da economia brasileira.



Pelo BNDES é possível solicitar um cartão de crédito exclusivo para empresários individuais, inclusive MEI, e as empresas de micro, pequeno e médio portes, com faturamento bruto anual de até R$ 300 milhões.



O cartão é emitido por instituições financeiras credenciadas pelo órgão, por meio de bandeiras de cartão de crédito parceiras.



Veja abaixo as condições financeiras vigentes:

  • Limite de crédito de até R$ 2 milhões para cada cliente, por banco emissor.
  • Prazo de parcelamento de 3 a 48 meses.
  • Taxa de juros pré-fixada (em fevereiro de 2022 está em 1.46% a.m.)

Os bancos são autorizados, ainda, a cobrar a TAC (Tarifa de Abertura de Crédito), no entanto, o valor não pode exceder 2% do limite de crédito concedido.

O pedido do cartão de crédito do BNDES pode ser feito no Portal de Operações do Cartão BNDES. Após acessar o site, clique em ‘Solicite seu Cartão BNDES’, preencha o formulário e selecione a opção ‘Enviar’. Depois, dirija-se ao banco comercial emissor, onde sua empresa possua conta jurídica, levando a documentação necessária.

Empréstimo BNDES

Com o Microcrédito BNDES é possível conseguir até R$ 20 mil para capital de giro e investimentos como obras civis, aquisição de máquinas e equipamentos novos ou usados, e compra de insumos e materiais.

A taxa de juros do empréstimo é negociada entre o agente operador e o cliente, não podendo passar de 4% ao mês, considerando-se já todos os encargos. A taxa administrativa também poderá ser cobrada pelo agente operador no ato da abertura de crédito, não excedendo 3% sobre o valor financiado.

O empréstimo do BNDES pode ser solicitado por pessoas físicas e jurídicas empreendedoras de atividades produtivas de pequeno porte, ou seja, aquelas que obtenham receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil em cada ano-calendário.  

De acordo com o BNDES, para a concessão do empréstimo não são exigidas garantias reais, já que a maioria das transações tem como garantia o aval solidário.

Os MEIs interessados podem solicitar o empréstimo por meio do Canal MPME e dirigindo-se ao agente operador do BNDES Microcrédito mais próximo.

Para receber mais notícias sobre finanças e benefícios sociais, entre em nossos canais no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia: