Vacinação contra a gripe em Mogi tem crescimento de 46% em relação a 2018

CIDADE
Até o dia 31 de maio, Mogi das Cruzes vacinou 92.597 pessoas dos grupos prioritários. Esta data foi prazo oficial da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em todo o país. O número representa um crescimento de 46% em relação ao mesmo período no ano passado, quando foram vacinados 63.321 mogianos, e é o melhor resultado dos últimos anos.

A Prefeitura de Mogi associa o aumento da porcentagem a algumas estratégias adotadas neste ano, como a antecipação do Dia D na zona rural, bairros da Divisa e regiões mais distantes da cidade, a oferta da vacina aos sábados nas edições do Programa Bairro Feliz, e no primeiro final de semana da Festa do Divino Espírito Santo.

Vale lembrar que a vacina contra a gripe está liberada para qualquer pessoa interessada desde segunda-feira (3), em todos os postos de saúde da cidade. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, enquanto houver estoque em cada unidade. 

Nos dois primeiros dias de vacinação liberada, foram aplicadas cerca de 11 mil doses. Como a procura está intensa, a Secretaria Municipal de Saúde informa que já solicitou novas doses ao Governo do Estado. 

Mesmo com essa liberação, as unidades estão reservando até o dia 3 de julho vacina suficiente para a aplicação da segunda dose necessária para crianças que tomaram a vacina contra a gripe pela primeira vez. Neste caso, o reforço deve ser aplicado 30 dias após a primeira e é recomendado que os pais ou responsáveis fiquem atentos à data.

A vacina previne contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar.

Alguns cuidados preventivos são:

  • Sempre deixar o ambiente ventilado;
  • Lavar frequentemente as mãos com água e sabão ou desinfetá-las com produtos à base de álcool;
  • Jogar fora os lenços descartáveis usados para cobrir a boca e o nariz, ao tossir ou espirrar;
  • Evitar aglomerações e contato com pessoas doentes;
  • Não levar as mãos aos olhos, boca ou nariz depois de ter tocado em objetos de uso coletivo;
  • Não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal;
  • Procurar assistência médica se surgirem sintomas, evitando a automedicação.

Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *