Prefeitura de Mogi publica protocolo para retomada das aulas presenciais nas escolas

O Comitê Gestor de Retomada Gradativa das Atividades Econômicas da Prefeitura de Mogi das Cruzes publicou, na tarde desta quarta-feira (23), o protocolo sanitário para a retomada das aulas presenciais nas escolas da cidade, suspensas desde o dia 16 de março devido às restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

No último dia 18, o governador João Doria anunciou as datas de liberação do retorno escalonado das aulas presenciais na rede estadual. Segundo ele, a retomada opcional das aulas poderá ser feita a partir do dia 7 de outubro para alunos do Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede estadual e partir de 3 de novembro para alunos do Ensino Fundamental, no entanto, depende da autorização das prefeituras, que são autônomas para decidir se vão ou não acompanhar o cronograma estadual.

A Prefeitura de Mogi ainda não anunciou quando pretende retomar as aulas presenciais, mas preferiu antecipar o protocolo sanitário, que atende os segmentos da educação infantil, ensino fundamental, EJA, ensino médio e ensino superior, abordando questões de distanciamento social, higiene pessoal e dos ambientes, comunicação entre a escola e as famílias, monitoramento de ausências e condições de saúde e notificações de casos suspeitos. Confira.

De acordo com a administração municipal, o documento foi organizado de acordo com os decretos estaduais, a Resolução Estadual 61/2020 da Secretaria de Estado da Educação e o guia sobre a retomada das aulas feito pela OMS (Organização Mundial de Saúde), Unesco e Unicef. Além disso, na última quinta-feira (18), o documento foi apresentado às escolas da cidades, que tiveram até a última terça-feira (22) para apresentar sugestões. Segundo a Prefeitura, foram recebidos onze e-mails. Dentre as sugestões enviadas, o protocolo recebeu uma seção sobre transporte escolar para facilitar o entendimento de escolas, que tenham transporte próprio ou terceirizadas e foi elaborado o modelo de uma planilha, que deverá ser preenchida para notificação de casos suspeitos de Covid-19 na escola.

Segundo o governo estadual, a reabertura das escolas em SP deverá respeitar limites máximos de alunos. Nas redes privadas e municipais, a educação infantil e os anos iniciais do Ensino Fundamental podem ter até 35% dos alunos por dia em atividades presenciais. Para os anos finais dos ensinos Fundamental e Médio, o limite máximo é de 20%. Na rede estadual, só é permitido o atendimento de até 20% em todas as etapas.

Veja também: Em Mogi, 89% dos pais não levariam os filhos à escola caso as aulas voltassem este ano

Testagem

Até esta sexta-feira (25), está sendo realizado um estudo do comportamento do coronavírus em alunos da rede municipal de ensino. A Prefeitura de Mogi das Cruzes afirmou que serão feitos 5.964 testes rápidos em alunos de 47 escolas (40 municipais e 7 subvencionadas).

O trabalho realizado em conjunto pelas Secretarias Municipais de Educação e Saúde servirá de base para novas ações de controle e enfrentamento da pandemia na cidade, além de nortear o planejamento de uma possível retomada das aulas presenciais, que continuam suspensas até o dia 6 de outubro na cidade.

Confira as últimas notícias sobre a quarentena em Mogi das Cruzes e Região

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais