MOGI DAS CRUZES

Obras de recuperação da estrada do Taboão, em Mogi, são iniciadas

Esta semana, a estrada do Taboão, em Mogi das Cruzes, começou a receber serviços de recuperação em toda sua extensão, informou a Prefeitura. Os trabalhos são realizados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-SP), dentro do programa Novas Estradas Vicinais, do Governo de SP.

Os detalhes para o início das intervenções foram definidos após reunião nesta segunda-feira (22), com representantes da Prefeitura de Mogi das Cruzes e do órgão estadual. Nesta semana, a empresa responsável pelas obras está iniciando as medições necessárias e serviços preparatórios no local, como os de limpeza.

Os trabalhos vão atender 20 quilômetros da estrada do Taboão, entre o encontro com a rodovia Mogi-Dutra e o município de Santa Isabel. Eles receberão serviços de recuperação funcional, que compreende recapeamento da estrada, reparos na estrutura, restauração do sistema de drenagem e melhorias na sinalização. O prazo estimado para as obras é de 12 meses e o investimento será de R$ 16.742.503,87.

“Esta obra na estrada do Taboão, além de oferecer mais segurança para quem transita pela via, é muito importante para o desenvolvimento de Mogi das Cruzes, já que facilitará todo o sistema de logística das empresas que estão instaladas no Distrito Industrial. É uma grande conquista para a cidade, juntamente a outros investimentos na região”, disse o prefeito Caio Cunha.

A estrada do Taboão é uma via importante para o recebimento de matérias-primas e para o escoamento da produção das empresas localizadas no Distrito Industrial. A administração municipal avalia que a obra também terá influência positiva na atração de novos investimentos para Mogi das Cruzes, uma vez que o local é a principal área da Grande São Paulo para receber grandes indústrias e empresas. 

A região do Taboão também receberá melhorias nas estradas Yoneji Nakamura e Mauro Auriccio, com serviços de pavimentação e drenagem, uma antiga reivindicação dos empresários do Distrito Industrial. A Prefeitura e o DER já celebraram um convênio para as obras e a administração municipal fez a revisão dos projetos e abriu licitação, mas o departamento estadual solicitou novos ajustes, o que levou a suspensão do certame para estas adequações. O investimento nos serviços das estradas Yoneji Nakamura e Mauro Auriccio é de R$ 12.809.150,52.

Estrada da Volta Fria

O programa Novas Estradas Vicinais também prevê para Mogi das Cruzes as obras de recuperação e pavimentação da estrada da Volta Fria, nos 11,66 quilômetros entre a Via Perimetral e o distrito de Jundiapeba. Os trabalhos deverão ser iniciados em breve.

De acordo com a Prefeitura, neste momento, as intervenções vão se concentrar na melhoria das condições de trafegabilidade da estrada, que é de terra. Com a pavimentação, a estrada da Volta Fria deverá se tornar uma nova opção de ligação para as pessoas que trafegam entre a região central e o distrito de Jundiapeba. Além disso, o investimento também busca a melhoria da qualidade de vida da população da região da Volta Fria, que sofre com dificuldades de mobilidade urbana devido às condições da via, principalmente em períodos de chuva.

O projeto para a via também prevê a construção de uma nova ponte sobre o rio Tietê. A estrutura substituirá a atual, que é de madeira e permite apenas a passagem de um veículo por vez. Para esta obra, a previsão é de contratação de projeto executivo neste ano e início de obras para 2022, informou a administração municipal.

Siga nossa página no Google News e receba mais notícias de Mogi das Cruzes e região

Essa notícia foi atualizada em 24 de novembro de 2021 16:40

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online