CIDADE

Organização forma time de esportes eletrônicos em Mogi das Cruzes

Você sabe o que são esportes eletrônicos – ou eSports? É uma nova modalidade surgida há poucos anos, que vem dominando o mercado de games e atraindo legiões de jovens no mundo.

Na definição da CBeS (Confederação Brasileira de eSports), “são competições disputadas em games eletrônicos em que os jogadores atuam como atletas profissionais de esportes tradicionais e são assistidos por uma audiência presencial e/ou online, através de diversas plataformas de stream online ou TV”.

Para muita gente, principalmente com idade mais avançada, isto tudo é uma grande novidade, no entanto, milhares de jovens já estão habituados ao termo e à prática, inclusive mogianos.

Em Mogi das Cruzes há um grupo se movimentando para representar a cidade em campeonatos nacionais e internacionais de esportes eletrônicos. A MITYK (@teammityk), como é chamada, é uma organização de esportes eletrônicos surgida em agosto de 2020 e que enxerga a modalidade como uma ferramenta extremamente democrática, capaz de abrir portas para o desenvolvimento de talentos escondidos em nossa região.

“Os jogos e os esportes eletrônicos já influenciam a vida de muitos jovens e através de games mais acessíveis, como FreeFire e League of Legends, eles mudam vidas. Na MITYK queremos o mesmo, através da criação de equipes locais com foco no competitivo e de ações sociais educacionais, como a que fizemos com o pessoal da AMDEM [Associação Mogicruzense para a Defesa da Criança e do Adolescente], ao ministrar cursos e palestras mostrando aos jovens as possibilidades e os caminhos que podem trilhar em busca de ser um profissional no meio”, diz Larissa Gallo, uma das fundadoras da organização.

De acordo com ela, o esporte eletrônico no Brasil vem batendo recordes de audiência durante a pandemia do novo coronavírus, o que significa que, em um período em que os jovens se viram obrigados a ficar trancados dentro de suas casas, os games foram uma das janelas que permitiram com que eles continuassem interagindo com o resto do mundo.

“No mercado internacional, a modalidade já movimenta bilhões de dólares e no Brasil só tem crescido, com a participação de marcas que antes investiam apenas em mídia tradicional, agora voltando seus olhos para o grande entretenimento e a competitividade que o esporte eletrônico proporciona”, explica Larissa, que conta também por que ela acredita que Mogi das Cruzes é uma região promissora para os eSports: “Nosso objetivo em nos instalar em Mogi das Cruzes começa primeira por sermos todos moradores da cidade e, em seguida, pelo grande potencial de novas empresas de tecnologia, com a nossa cara, emergindo por aqui. Incentivos como o Polo Digital, a Escola de Empreendedorismo e projetos como o Crescer, fazem com que a MITYK queira estar perto de empreendedores, que assim como nós, tem a intenção de agregar valor à cidade”.

A organização diz que abriu, recentemente, seletivas para uma equipe feminina do novo jogo de FPS da Riot Games, Valorant. Além disso, vem com um projeto voltado para produtores de conteúdo e streamers de Mogi, assim como​ oportunidades de estágio para compor a equipe local.

Essa notícia foi atualizada em 13 de janeiro de 2021 11:59

Compartilhar

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais