GCM de Mogi detém suspeitos de homicídio e acusado de tentativa de latrocínio

A Guarda Municipal de Mogi das Cruzes deteve, na madrugada de quinta-feira (18), dois homens suspeitos de homicídio. O caso aconteceu na rua Prefeito Sebastião Cascardo, no Jardim Universo. Em outra ocorrência, a corporação prendeu um homem por tentativa de roubo a um estabelecimento na região do Jardim Aracy, em que também houve a tentativa de homicídio de uma funcionária. Os dois casos foram registrados na Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Segundo a administração municipal, por volta da 1h, uma equipe da Guarda Municipal abordou dois homens em atitude suspeita na rua Prefeito Sebastião Cascardo, em frente à escola estadual Professora Laurinda Cardoso Mello Freire, no Jardim Universo. No local, havia um outro homem caído no chão.

De acordo com o relato dos guardas municipais, os dois suspeitos aparentavam estar sob efeito de entorpecentes e um deles admitiu ter brigado com a vítima. Também foi verificado sangue nos homens e em um trecho da rua, além de hematomas nos suspeitos.

O Samu foi acionado e, ao chegar no local, a equipe de socorro constatou a morte do homem que estava no chão e, com isso, os suspeitos foram encaminhados para a Central de Flagrantes para o registro da ocorrência, ficando à disposição da Justiça. Outra equipe da Guarda Municipal permaneceu no local para preservar a cena do crime para o trabalho da perícia.

Tentativa de latrocínio

Já no período da manhã desta quinta-feira (18), uma equipe da Guarda Municipal transitava pela região do início da rodovia Mogi-Dutra quando foi acionada por pessoas que informaram sobre uma tentativa de roubo em um estabelecimento existente no local, que estaria em andamento. Chegando no local, os agentes encontraram o acusado com um objeto perfurante.

De acordo com as informações, ele havia arrombado a entrada do estabelecimento e reconheceu a funcionária do local. Assim, o acusado passou a agredi-la com o objeto, socos e chutes. A mulher, que está grávida, conseguiu pedir ajuda a um colega de trabalho que, com a ajuda dos guardas municipais, conseguiu render o agressor, impedindo o roubo e salvando a vida da funcionária, que foi socorrida logo na sequência.

Após também ser examinado, o acusado foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde o delegado ratificou a voz de prisão, encaminhando-o para a cadeia pública.


Veja também:

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais