Comitê de Retomada de Mogi reforça protocolos com salões de beleza, bares e restaurantes

CIDADE

O Comitê Gestor de Retomada Gradativa de Atividades Econômicas da Prefeitura de Mogi das Cruzes se reuniu, na tarde de quinta-feira (9), com setores de beleza e bares e restaurantes. O objetivo foi reforçar os protocolos para funcionamento dos setores na fase 3 (amarela) do Plano São Paulo do Governo Estadual. A expectativa da administração municipal é que Mogi das Cruzes passe para esta nova fase nesta sexta-feira (10), quando será realizada uma nova atualização das classificações da quarentena.

“Esperamos que a mudança de faseamento aconteça nesta sexta-feira. Vamos encaminhar um relatório técnico e científico para o Ministério Público para que estes setores não precisem aguardar o prazo de uma semana recomendado pelo governo estadual na mudança de faseamento e  já possam retomar suas atividades na segunda-feira, de acordo com as normas e os protocolos sanitários. Outro pedido é de que nosso município tenha autonomia necessária para dispor sobre o regramento estabelecido pelo Plano São Paulo”, disse o vice-prefeito, Juliano Abe.

Na reunião com o setor de beleza, no caso de mudança de faseamento da cidade para a fase 3 (amarela), ficou definido pelos empresários participantes da reunião que o horário de funcionamento será das 13 às 19 horas. Os estabelecimentos também deverão seguir a ocupação máxima de 40%, atendimento com horário marcado e o uso de faceshield (protetor facial). “É uma proteção mais efetiva no caso de contato físico e não dispensa o uso de máscara”, explicou a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Paula Mateus Santos.

Juliano Abe também recapitulou junto aos empresários de padarias, bares, restaurantes e lanchonetes as novas regras estabelecidas para este setor na fase amarela. A capacidade máxima de lotação deverá ser de 40% e foi esclarecida a dúvida quanto a questão de áreas ao ar livre, que foi flexibilizada para o conceito de áreas arejadas, onde haja circulação de ar. O teto de atendimento presencial para os estabelecimentos de acordo com o decreto estadual é de seis horas contínuas até às 17 horas. Podem continuar sendo feitos os atendimentos via delivery e drive-thru.

A proposta do Comitê para o atendimento presencial é de que padarias funcionem das 6 às 12 horas e bares, restaurantes e lanchonetes, das 11 às 17 horas. Sobre a questão do horário noturno, o Comitê encaminhará para o Ministério Público, Centro de Contingência do Estado de São Paulo e a Comissão responsável pelo Plano São Paulo uma solicitação para a possibilidade da abertura no período noturno, estendendo o horário para as 23 ou 24 horas, seguindo as mesmas normas e protocolos sanitários.

Participaram da reunião o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Social, Simei Baldani, o secretário municipal de Governo , Marco Soares, o diretor do Departamento de Novos Negócios da Secretaria de Desenvolvimento, Luiz Carlos Pinheiro, o vereador Pedro Komura, que integra o Comitê Gestor e os integrantes da CEV da retomada econômica, o presidente da comissão Marcos Furlan e o vereador José Francimário Vieira, Eberton Lima, do Sebrae-SP, o presidente do Sincomércio, Valterli Martinez e o presidente da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), Marco Zatzuga.

Para mais informações, os contatos do Comitê Gestor são pelo telefone 4798-5171 e pelo e-mail desenvolvimento@pmmc.com.br 

Confira as últimas notícias sobre a quarentena em Mogi das Cruzes e Região

Entre em nossos Grupos de WhatsApp ou em nosso Canal no Telegram e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região



Deixe um comentário:
Os comentários não representam a opinião do Notícias de Mogi e são de responsabilidade do autor da mensagem. Conteúdos com palavrões serão excluídos.