MOGI DAS CRUZES

Casarão histórico situado no centro de Mogi das Cruzes é restaurado e vira museu

Foram entregues, esta semana, o MUVE (Museu Virtual da Educação) Professor João Cardoso de Siqueira Primo e o Arquivo Histórico “Historiador Isaac Grinberg”, que estão localizados no casarão histórico da rua Coronel Souza Franco, 917, no Centro.

Um convênio entre a Prefeitura de Mogi das Cruzes e o Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID), da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, permitiu que fosse realizada a restauração completa do casarão, apontado por especialistas como o último exemplar da arquitetura neoclássica na cidade.

De acordo com a administração municipal, o MUVE conta com recursos tecnológicos de última geração, em que, de forma interativa, o público conhecerá mais sobre a história da cidade, de acordo com o seu desenvolvimento, Meio Ambiente, Manifestações Culturais, História e personalidades e Passado, presente e futuro, além dos destaques turísticos. O atendimento no museu, no entanto, está suspenso devido à pandemia.

O projeto teve investimento de R$ 2.522.944,48, sendo R$ 2.065.370,00, por meio do convênio com o Governo do Estado e R$ 457.574,98 de contrapartida da Prefeitura.

“Entregamos hoje um espaço moderno que preserva a historia de nossa cidade. Mogi das Cruzes é uma das cidades originárias do Brasil e temos o compromisso de preservar nossa memória e história. Esta é uma grande conquista do município, resultado da parceria com o Governo do Estado”, disse o prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo, que esteve acompanhado pela presidente do Fundo Social, Karin Melo.

O secretário de Estado da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascaretti, destacou a importância dos novos equipamentos. “É um museu que com sua tecnologia atrai os jovens para conhecer mais sobre a história de sua cidade. O FID tem esse objetivo de recuperar patrimônios e este projeto demonstra a pujança do sentimento do povo mogiano, o resultado de um recurso bem empregado e fruto de nosso total apoio aos municípios”, disse.

O museu recebeu o nome do professor João Cardoso de Siqueira Primo, que construiu o casarão para morar com sua família em 1920 e dedicou mais de 30 anos ao magistério. A bisneta do patrono Mariana Ferreira de Souza, também professora, falou sobre o legado de seu bisavô. “Somos uma família de educadores. Meu bisavô teve oito filhos, sendo sete mulheres das quais cinco foram professoras. Essa homenagem engrandece esse legado na educação, que continuará crescendo com a cidade”, disse.

Já o Arquivo Histórico Municipal Historiador Isaac Grinberg relembra da trajetória do historiador, que nasceu em Mogi das Cruzes em 16 de junho de 1922 e foi um grande pesquisador sobre a cidade e sua origem. “Cresci ouvindo meu pai falar apaixonadamente sobre Mogi. Ele tinha um fascínio por tudo que era referente a cidade e desenvolveu um grande trabalho em uma época bem diferente da nossa em que não havia os recursos de pesquisa que temos hoje. No arquivo, todos os documentos estão preservados e a disposição dos mogianos”, contou Thais Grinberg, filha do historiador.

Fotos: Prefeitura de Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 3 de julho de 2020 18:04

Compartilhar
Tudo sobre: MuseuMUVE

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais