MOGI DAS CRUZES

Carnaval: veja o que abre em Mogi das Cruzes entre sábado e terça-feira

Devido ao ponto facultativo de Carnaval, que acontece na próxima terça-feira (1), alguns serviços públicos e estabelecimentos de Mogi das Cruzes poderão ter o horário de funcionamento alterado já a partir de sábado (26). Os serviços considerados essenciais, segundo a administração municipal, funcionarão normalmente.

A Prefeitura de Mogi afirmou que não terá expediente na segunda (28) e terça-feira (1). O atendimento ao público voltará ao normal na quarta-feira de cinzas (2), a partir das 13h.

O Mercado Municipal funcionará normalmente no sábado, das 8h às 16h, e no domingo, das 8h às 12h, mas permanecerá fechado na segunda e terça-feira para serviços de reforma interna. As feiras livres e o Mercado do Produtor terão atividades normais durante todos os dias de folia.

O Parque Centenário, Parque da Cidade e o Parque Leon Feffer funcionarão normalmente, todos os dias, das 7h às 17h. Vale ressaltar que permanece, nos três espaços, a proibição ao uso de churrasqueiras e de bebidas alcoólicas.

Na área da saúde, o Centro de Referência do Coronavírus, montado no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, funcionará normalmente todos os dias. A estrutura tem entrada pela rua Gutterman, nº 577, no distrito de Braz Cubas e opera exclusivamente para atendimento de casos suspeitos ou confirmados da Covid-19.

Para outras situações de urgência e emergência, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24 horas do Rodeio (avenida Pedro Romero s/nº); Oropó (avenida Kaoru Hiramatsu, s/nº) e Jundiapeba (rua Francisco Soares Marialva, esquina com Cecília da Rocha) funcionarão de forma ininterrupta.

A unidade 24 horas do Jardim Universo e o Pró-Criança, que fica no Mogilar, também atenderão normalmente a população, assim como a Cure 192 para remoção de pacientes. Já os Centros de Atendimento para Síndrome Gripal – Vila Suíssa e Alto Ipiranga, fecham na sexta-feira e voltam a atender quarta-feira (2), às 13h.

A Guarda Municipal de Mogi das Cruzes e o Departamento de Fiscalização de Posturas manterão o atendimento ao público pelo telefone 153 para denúncias e reclamações sobre as legislações municipais, além de casos de urgência e emergência.

A coleta de lixo segue o cronograma normal para cada bairro durante o período. Já o Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) atenderá emergências, como falta de água e vazamentos, pelo telefone 115.

É importante lembrar que, em função da pandemia, os eventos públicos e particulares referentes às comemorações do Carnaval de 2022 estão proibidos no município. A medida faz parte das ações de enfrentamento à pandemia de Covid-19, e segue as diretrizes do Plano São Paulo, do Governo do Estado.

Poupatempo

Os postos do Poupatempo estarão fechados para o atendimento presencial nos dias 28 de fevereiro e 1º de março. A medida atende ao decreto que estabeleceu ponto facultativo nas repartições públicas do Estado na segunda e terça-feira de Carnaval, e a retomada do expediente após às 12h da Quarta-Feira de Cinzas. No dia 2 de março, após o meio-dia, todas as unidades voltam a funcionar habitualmente para o atendimento presencial, mediante agendamento prévio de data e horário.

Mogi Shopping

Confira abaixo o horário de funcionamento do shopping de Mogi das Cruzes durante os dias de carnaval:

Sábado (26/02) e segunda-feira (28/02)
Lojas: funcionamento normal, das 10h às 22h.
Praça de Alimentação: funcionamento normal, das 11h às 22h.

Domingo (27 de fevereiro)
Lojas: 10h às 22h (sendo opcional aos lojistas a abertura antes das 14h e fechamento após às 20h).
Praça de Alimentação: funcionamento normal, das 11h às 22h.

Terça-feira (1° de março)
Lojas: 10h às 22h (sendo opcional aos lojistas a abertura antes das 14h e fechamento após às 20h).
Praça de Alimentação: funcionamento normal, das 11h às 22h.

Quarta-feira (2 de março)
Lojas e Praça de Alimentação: 12h às 22h.

Clique aqui e confira as últimas notícias de Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 23 de fevereiro de 2022 17:43

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP