Merenda escolar

Câmara quer que escolas de Mogi tenham cardápio especial para alunos com restrição alimentar

CIDADE
Foi aprovado pela Câmara Municipal de Mogi das Cruzes, na sessão ordinária de terça-feira (16), o Projeto de Lei Ordinária nº 75/2018, que pretende obrigar a rede municipal e particular de ensino a garantirem cardápios de alimentação escolar adaptado às necessidades de alunos com restrições alimentares. Com isso, as escolas municipais e particulares terão que oferecer alternativas alimentares a alunos que necessitarem de cardápio especial nesse sentido. Estudantes com diagnósticos clínicos que exijam alimentação diferenciada também serão atendidos.

O documento apresentado ao Plenário pelos vereadores Caio Cunha (PV) e Mauro Araújo (MDB), autores da iniciativa, ressalta o princípio da isonomia para justificar a importância do projeto na saúde dos alunos: “é fundamental, tanto na esfera pública quanto no meio privado, o fornecimento de alimentos adaptados a todos os públicos, especialmente aos diabéticos, que predominantemente possuem facilidades no que tange à alteração das taxas glicêmicas”.

Para Caio Cunha, “esse projeto dá a oportunidade às crianças que por restrição alimentar ou opção tenham um cardápio diferenciado nas escolas”. Já Mauro Araújo considerou que “é um projeto que tem muito a ver com o bullying indireto, porque a criança que hoje tem algum tipo de intolerância fica restrita da convivência social dentro dos amigos dentro da Escola”.

O Projeto de Lei contou com o parecer das Comissões Permanentes de Justiça e Redação e Finanças e Orçamentos. Ambas optaram pela normal tramitação da Propositura.

Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *