Categorias
MOGI DAS CRUZES

Câmara de Mogi aprova e Avenida das Orquídeas passará a se chamar Avenida Comendador Fumio Horii



Foi aprovado, na sessão ordinária desta terça-feira (5) da Câmara de Mogi das Cruzes, o projeto de Lei 84/2022, de autoria do vereador Zé Luiz (PSDB), que denomina como Avenida Comendador Fumio Horii a até então conhecida Avenida das Orquídeas, que liga Mogi a Suzano.



O nome inicial da avenida, inaugurada em 2019, havia sido escolhido por meio de concurso realizado junto a estudantes da rede pública de ensino, o que gerou protesto por parte da vereadora Inês Paz (PSOL), que votou contra a denominação.



“Acho válido e concordo plenamente com a homenagem ao senhor Fumio Horii, mas tem uma história vinculada ao nome da avenida que foi escolhido democraticamente e à época provocou uma intensa mobilização entre os estudantes da rede pública de ensino. Acredito que seria importante consultar novamente os munícipes sobre a alteração do nome, afinal, houve uma falha burocrática dos poderes Executivo e Legislativo em não referendar o concurso através de uma lei. Acho importante que permaneça o nome avenida das Orquídeas e que a homenagem devida ao senhor Fumio Horii seja feita em outro patrimônio, rua ou até na nomenclatura do bairro”, disse ela.



O autor do projeto afirmou que respeita o concurso realizado entre os estudantes, mas que com o falecimento do sr Fumio Horii e a comemoração do centenário da imigração japonesa, tornou-se oportuno homenageá-lo. “Este é o momento de fazer a homenagem ao senhor Fumio Horii, posto que aquela avenida tem um valor emocional para a família e isso não significa desrespeitar o concurso, mas valorizar o legado do grande empreendedor e investidor na cidade de Mogi”, disse Zé Luiz.



Para o presidente da Casa de Leis, Marcos Furlan (PODE), a iniciativa representou uma justa, merecida e necessária homenagem. “Sabemos o quanto aquela região tem se desenvolvido e o concurso que houve agora será lembrado através do bairro Vila das Orquídeas. Não é desrespeito nenhum e será devidamente honrado”, afirmou Furlan.

Sobre o homenageado

Fumio Horii nasceu na cidade de Hiroshima, no Japão, no dia 23 de dezembro de 1933. Migrou com a família para o Brasil quando tinha três anos de idade, chegando ao Porto de Santos em 28 de fevereiro de 1937. Em 1952, mudou-se com sua família para uma propriedade no bairro de Varinhas, em Mogi das Cruzes. Casou-se em 1957 com Fussako Morikawa Horii, com quem teve cinco filhos. No ano de 1961, ao escavar um poço em sua propriedade descobriu uma reserva de caulim e abandonou totalmente a agricultura em 1964, passando a se dedicar exclusivamente à mineração, atividade que lhe rendeu o apelido de “Rei do Caulim”.

Após naturalizar-se brasileiro, em 1966, Fumio Horii passou a adquirir grandes áreas para ampliar a extração de caulim e fundou sua primeira empresa: a Mineração Horii Ltda., em dezembro de 1968. Em 1969 fundou a Horii Comércio e Empreendimentos Ltda. Em 1992 iniciou a construção do campo de golfe e depois do hotel resort, inaugurado em junho de 2001 – Resort Paradise Golf& Convention. Fumio Horii ocupou por longa data cargos de direção na Associação Cultural de Mogi das Cruzes – Bunkyo e foi patrono do Festival de Outono – Akimatsuri.

Entre em nosso Grupo no Telegram e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região

Siga nosso Canal no WhatsApp e receba todas as notícias da cidade no seu celular!

Compartilhe essa notícia: