Vereadores e secretário discutem condições dos ônibus na pandemia em Mogi

CIDADE

A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes recebeu, na manhã de terça-feira (23), o secretário municipal de Transportes, José Luiz Freire de Almeida para uma reunião da Comissão Especial de Vereadores (CEV) responsável por acompanhar as ações da Prefeitura durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o vereador Jean Lopes (PL), presidente da CEV, a reunião teve como objetivo passar as informações à população acerca das condições do transporte público durante a pandemia. “Temos que ser agentes multiplicadores de informação, para que as pessoas possam saber como lidar com as questões na pandemia”, disse ele.

Em relação ao aumento de passageiros nos ônibus, devido à diminuição da frota durante a pandemia, o secretário municipal de Transportes apresentou dados que apontam uma diminuição da procura do serviço. “Dificilmente a empresa vai manter a mesma frota de ônibus que mantêm para 140 mil pessoas, quando estão circulando 40 mil”, afirmou Freire.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Mogi das Cruzes e Região, Felix Serrano, que também participou da reunião, falou sobre a necessidade de estabelecer protocolos de segurança para preservar a saúde dos motoristas dos ônibus durante a pandemia. “Estamos falando em vidas, em trabalhadores do setor do transporte. Ninguém está se preocupando com esses motoristas que estão vivendo dentro desses ônibus lotados. Diminuiu-se a frota, aumentou-se os passageiros”, afirmou Serrano.

O secretário municipal de transportes, por sua vez, defendeu as empresas, afirmando que há diariamente medição de temperatura e disponibilização de psicólogos para atendimento aos motoristas. Freire argumentou, ainda, que existe higienização nos ônibus, no momento que eles saem da garagem e quando finalizam os serviços, chegando aos terminais. “Num todo, com exceção de algumas linhas, que estou fazendo ajustes, o transporte público está funcionando bem”, afirmou ele.

De acordo com informações publicadas no site da Prefeitura de Mogi das Cruzes, a cidade conta com 81 linhas e dois terminais de ônibus (Central e Estudantes).

Foto: Câmara de Mogi das Cruzes

Ausência das empresas

O vereador Jean Lopes lamentou a ausência, na reunião, das empresas concessionárias do transporte público da cidade: “seria de bom tom que as empresas comparecessem, até porque seria uma forma de ouvi-los. Lamento e fico um pouco chateado com a não presença das empresas”.

“São empresas que lucram muito com a nossa cidade e fazem esse descaso, não comparecem na segunda reunião da Comissão. É necessário que essas empresas, ao invés de convidadas, sejam convocadas”, complementou o vereador Rodrigo Valverde (PT).

O vereador Edson Santos (PSD) também lamentou a ausência de representantes das empresas e disse que elas possuem poucos funcionários trabalhando na limpeza dos ônibus. “Já estamos na fase de flexibilização e se quer as empresas de ônibus disponibilizaram álcool gel para os passageiros dentro dos coletivos”, observou Santos.

A reunião ainda contou com a presença dos vereadores Edson Santos (PSD), Marcos Furlan (DEM) e Francimário Vieira Farofa (PL).

Confira as últimas notícias sobre a quarentena em Mogi das Cruzes e Região

Entre em nossos Grupos de WhatsApp ou em nosso Canal no Telegram e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região



Deixe um comentário:
Os comentários não representam a opinião do Notícias de Mogi e são de responsabilidade do autor da mensagem. Conteúdos com palavrões serão excluídos.