ALTO TIETÊ

Veja como ficou a Escola Raul Brasil, em Suzano, após reforma de revitalização

O Governador do Estado de São Paulo, João Doria, e o Secretário de Estado da Educação, Rossieli Soares, visitaram, na tarde desta terça-feira (26), as obras de revitalização da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, onde ocorreu um massacre que deixou 10 mortos em março de 2019.

As intervenções na unidade foram concluídas no final do mês de abril e a inauguração deve ocorrer somente quando as aulas presenciais forem retomadas. Elas seguem suspensas em toda a rede estadual por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo o governo estadual, o projeto de revitalização teve como objetivo melhorar os espaços, proporcionando mais conforto e segurança a funcionários e alunos e incluiu uma ampla reconfiguração das áreas comuns, além da construção de novas áreas de estudo, convivência e administrativas.

Antigas estruturas foram demolidas e deram espaço a novas salas de aula, Centro de Ensino de Línguas (CEL), banheiros acessíveis, salas de leitura e informática e nova cantina.

O acesso à escola passa a ser pela Rua José Garcia de Souza e será restrito a alunos, professores e demais funcionários, somente durante os horários de aulas. Pais e visitantes entrarão pela secretaria da escola, em um acesso independente, construído com vidro blindado para oferecer mais segurança à comunidade escolar. O mesmo acesso deverá ser utilizado por alunos, professores e funcionários fora do turno escolar.

No prédio principal, o destaque é o Espaço de Inovação, um laboratório equipado com 47 notebooks, Smart TV e impressora 3D. A unidade tem uma quadra poliesportiva e uma área de 1,5 mil metros quadrados para uso comum, com paisagismo, além de um espaço destinado à prática de esportes, aulas ao ar livre e bicicletário.

A escola também ganhou mais cores. Além das salas de aula e dos pisos coloridos, o artista brasileiro Eduardo Kobra e sua equipe vão pintar painéis internos e os muros externos da escola. Os desenhos para o muro principal serão criados a partir de um concurso que reuniu alunos das 60 escolas da região de Suzano e vai selecionar os melhores trabalhos.

De acordo com o Governo de SP, todo o projeto de revitalização, iniciado em outubro de 2019, custou R$ 3,1 milhões, dos quais R$ 2,7 milhões patrocinados por empresas parceiras do Instituto Ecofuturo. Para complementar a obra e adquirir mobiliário e equipamentos, o governo estadual investiu outros R$ 400 mil.

“Graças a diversas empresas que contribuíram ao lado do Governo do Estado e da Prefeitura de Suzano, temos uma nova Raul Brasil. Tão logo possamos ter de volta as aulas presenciais, os alunos terão uma escola totalmente recuperada”, disse Doria durante a visita ao colégio.

Fotos: Governo do Estado de São Paulo

Essa notícia foi atualizada em 26 de maio de 2020 19:56

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP