Último dia do prazo para regularização do título de eleitor; veja como fazer online

Os cidadãos que não estão em dia com o título de eleitor têm somente até esta quarta-feira (6) para regularizar a situação. Após o prazo, quem estiver com pendências no documento não poderá votar nas Eleições Municipais de 2020, quando serão eleitos prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país.

O prazo deve ser observado para quem deseja mudar o local de votação, domicílio eleitoral, regularizar título cancelado, fazer alterações de dados pessoais e pelos jovens de 16 anos que vão votar pela primeira vez e querem solicitar o documento.

Como regularizar

Devido ao fechamento dos cartórios eleitorais pelas complicações do novo coronavírus (Covid-19), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou um site para regularização eletrônica do documento.

O tribunal oferece uma série de serviços que podem ser acessados de casa, sem a necessidade de se deslocar até uma unidade da Justiça Eleitoral. Consultas sobre situação eleitoral, endereço do local de votação e dados do título eleitoral, bem como a emissão de certidão de quitação eleitoral, são alguns dos serviços que estão disponíveis na internet.

Eleições 2020

O TSE formou um Grupo de Trabalho (GT) para projetar os impactos da pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19) nas atividades ligadas às Eleições Municipais de 2020.

O último relatório emitido pelo grupo, após reunião realizada na tarde da última quarta-feira (30), informa que “foi constatado que a Justiça Eleitoral, até o presente momento, tem condições materiais para a realização de eleições no corrente ano”.

De acordo com o Grupo de Trabalho, antes de chegar à conclusão, foi feito o levantamento de ações realizadas, no âmbito do TSE, para gestão de riscos e equipamentos, para a realização de testes dos sistemas eleitorais e para o acompanhamento da evolução de sistemas de apoio. Também foram avaliados serviços prestados pelo TSE e pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) aos cidadãos, a exemplo do alistamento e da regularização da situação eleitoral, e do cadastramento de empresas interessadas em prestar serviços de captação de recursos para o financiamento coletivo de campanhas eleitorais.

*com informações da Agência Brasil e do TSE
Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Essa notícia foi atualizada em 6 de maio de 2020 10:09

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online