Categorias
ALTO TIETÊ

Suzano inicia nova fase da vacinação contra a Covid-19



A Secretaria Municipal de Saúde de Suzano iniciou, nesta semana, uma nova fase da campanha de vacinação contra a Covid-19, com o imunizante Spikevax, da farmacêutica Moderna.



Neste momento, a campanha irá atender grupos prioritários e crianças que estão com o esquema vacinal incompleto ou que não possuem nenhuma aplicação.

Siga nosso Canal no WhatsApp e receba todas as notícias da cidade no seu celular!

O imunizante está disponível em todas as unidades de saúde do município, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h. Para receber a aplicação, basta ir até o local e apresentar a caderneta de vacinação, documento pessoal com foto, CPF e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Para os integrantes de grupos prioritários, é necessário também apresentar receituário ou relatório médico recente que comprove a condição.



Durante a campanha, poderão se vacinar crianças entre seis meses e 4 anos ou integrantes de grupos prioritários como idosos, imunocomprometidos, gestantes, puérperas, pessoas que vivem ou trabalham em Instituições de Longa Permanência para Idosos (llpis), indígenas, ribeirinhos, quilombolas, trabalhadores da Saúde, pessoas com deficiência permanente, comorbidades ou privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas e pessoas em situação de rua.



Segundo a Prefeitura de Suzano, o novo esquema de vacinação para crianças de seis meses a 4 anos não vacinadas ou que nunca receberam imunizantes contra o coronavírus, é de duas doses. Crianças que têm três aplicações da Pfizer baby ou Coronavac, ou seja, com esquema completo, deverão receber uma dose da Covid-19 Monovalente (XBB). Caso a criança esteja com esquema incompleto, será concluído com a nova vacina, conforme situação vacinal encontrada no momento da imunização.

Já para os grupos prioritários, com maior vulnerabilidade ou condição que aumenta o risco para formas graves da doença, a indicação de dose é a cada seis meses para idosos, pessoas imunocomprometidas, gestantes e puérperas. As demais podem administrar a vacina de forma anual e, nos dois casos, o número de doses prévias para a Covid-19 é indiferente.

“É uma recomendação do Ministério da Saúde que precisamos seguir. Temos que controlar o coronavírus para que ela não volte a ser um problema. Por isso, peço para que a população que está em um destes grupos vá até uma UBS ou USF e se imunize com a vacina da Moderna”, disse o secretário municipal de saúde, Diego Ferreira.

Para receber mais notícias do Alto Tietê, entre em nossos canais no WhatsApp: Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano

Compartilhe essa notícia: