Categorias
BRASIL

Saiba a diferença entre empréstimo pessoal e consignado



Antes de solicitar um empréstimo, é extremamente importante tomar conhecimento de todas as informações referentes ao crédito, para não correr o risco de acabar contraindo uma dívida maior do que se imagina.



Uma dúvida muito comum entre as pessoas é com relação à diferença entre o empréstimo pessoal e empréstimo consignado.



Cada tipo de crédito tem suas particularidades: na questão do limite de crédito, o empréstimo pessoal é mais atrativo para empréstimos maiores. Já no que se refere a taxas de juros, o consignado parece mais atrativo.



O empréstimo consignado é uma alternativa de crédito que normalmente tem juros menores porque o valor das parcelas é descontado diretamente na folha de pagamento (holerite) do indivíduo, ou seja, a instituição financeira consegue se resguardar contra uma possível inadimplência.



Além de juros menores, funcionários da iniciativa privada têm até 60 meses para pagar o empréstimo consignado. Já aposentados e pensionistas têm um período um pouco maior, até 72 meses. E os servidores públicos em até 96 meses. Vale ressaltar, porém, que a taxa de juros aumenta conforme a prorrogação do prazo.

Mais uma vantagem do empréstimo consignado é que as instituições bancárias que fazem empréstimos consignados não analisam a situação do solicitante no SPC ou Serasa. Desta forma, até quem é negativado pode conseguir novo crédito, desde que tenha margem salarial livre para esse recurso. 

Para conseguir o empréstimo consignado, é preciso se enquadrar em uma das seguintes modalidades: 

  • Ser funcionário público (municipal, estadual ou federal);
  • Ser aposentado ou pensionista do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • Receber Bolsa Família;
  • Ser militar das Forças Armadas;
  • Trabalhar em empresas privadas com carteira assinada (crédito consignado privado).

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal é um dinheiro concedido por uma instituição bancária e/ou financeira, que tem como principal diferencial a liberdade para o seu uso. Ou seja, não é necessário informar como essa quantia será utilizada. Este é recurso que pode ser obtido por qualquer tipo de pessoa, desde aquelas que passam por problemas financeiros até as que desejam montar um negócio ou investir em algo. 

O empréstimo pode ser solicitado, por exemplo, para comprar um carro ou cobrir um pacote de viagem (passagem aérea e hotel), sem que seja necessário justificar a finalidade do crédito.

No empréstimo pessoal, o dinheiro é liberado para uma pessoa física portadora de documentos de identidade e comprovantes de renda e residência. Já que não é preciso informar o que será gasto, basta negociar as cláusulas do contrato, como número de parcelas e taxa de juros. Os critérios de empréstimo variam em cada empresa.

Para receber mais notícias sobre finanças e benefícios sociais, entre em nossos canais no WhatsApp e Telegram

Compartilhe essa notícia: