Expo Mogi 2019 começa em agosto com shows de Anitta, Victor Kley e mais

CULTURA PRIORIDADE
No dia 30 de agosto (sexta-feira) terá início a Expo Mogi 2019, evento promovido pela Prefeitura de Mogi das Cruzes para comemorar o aniversário de 459 anos da cidade, que acontece em 1º de setembro, dia de encerramento do festival.

Para este ano já estão confirmados shows do cantor Rael; da dupla Matheus & Kauan; do MC Kevinho; do Vitor Kley, que canta “O Sol”; e, o mais aguardado, da pop star Anitta. Entre os artistas locais, já estão com participação confirmada o grupo Free Step On, de danças urbanas; o músico Kacá Novais; o grupo de dança da Casa do Hip Hop; e a dupla sertaneja Pedro e Luiz.

Além de atrações musicais, a Expo Mogi 2019 contará com praça de alimentação e com a tradicional “Feira Mogi Feita à Mão – Artesanato, Artes e Flores”, onde haverá 150 barracas com empreendedores e artistas de diversos segmentos culturais, bem como instituições, associações e grupos organizados.

Esta será a nona edição da Expo Mogi, que começou em 2009 e, de lá para cá, só não foi realizada em 2017, por falta de condições orçamentárias.

A Expo Mogi 2019 acontecerá no Centro Municipal Integrado “Deputado Maurício Nagib Najar”, que fica na Avenida Prefeito Carlos Ferreira Lopes, 540, na Vila Mogilar . A entrada será gratuita.

Gastos da Expo Mogi 2019

Desde que os valores das contratações dos artistas da Expo Mogi 2019 vieram à público, por meio do Diário Oficial, a população tem questionado a Prefeitura de Mogi das Cruzes a respeito do investimento que será aplicado no evento.

Só com cachê, serão gastos R$ 545 mil, sendo R$ 195 mil com a Anitta, R$ 153 mil com Matheus e Kauan, R$ 110 com MC Kevinho; R$ 60 mil com Vitor Kley e R$ 27 mil com Rael.

Em abril, o Ministério Público de São Paulo (MP/SP) instaurou um inquérito para apurar possíveis irregularidades por parte da Prefeitura de Mogi na contratação dos artistas que se apresentarão em agosto na Expo Mogi 2019.

O inquérito aberto pelo MP/SP tem o objetivo de investigar se houve enriquecimento ilícito ou dano ao patrimônio com o uso de dinheiro público para esses shows “em detrimento de serviços essenciais à população”.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes se defende dizendo que “os artistas foram contratados com o objetivo de atender aos mais diversos gostos musicais e também visando o fomento ao turismo local”. Segundo a administração municipal, as contratações foram feitas de acordo com todas as normativas legais e publicizadas em Diário Oficial, sendo que os recursos provém do orçamento da Secretaria Municipal de Cultura e já estavam reservados para esta finalidade. “A aplicação dos recursos na festa não compromete e nem tem relação com qualquer outro serviço desempenhado pela Secretaria Municipal de Cultura ou outro órgão da Municipalidade”, garantiu a Prefeitura.

Edição do ano passado

A Expo Mogi 2018 trouxe para Mogi das Cruzes a banda Onze:20 e o rapper Rashid, que se apresentaram em 31 de agosto, primeiro dia do evento. Já no dia do aniversário do município, 1º de setembro, o show foi do músico Projota. No fim de semana, a festa contou com a presença do cantor sertanejo Michel Teló no sábado, e, para encerrar, a banda Blitz no domingo. Cada dia do evento reuniu cerca de 13 mil pessoas.

A praça de alimentação também recebeu grande público, animando os expositores e as entidades que respondem pelas tendas. Outro espaço bastante visitado foi a feira de artes e artesanato, que estava maior: com a presença de 164 produtores culturais.

Na sexta, os portões da Expo Mogi se abriram às 18h30, ao passo que no sábado e domingo a entrada foi liberada a partir das 11h da manhã.

Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *