Parque Leon Feffer tem trilhas interditadas, assim como o Centenário e Ilha Marabá

Na manhã desta quarta-feira (12) foi a vez da Prefeitura de Mogi das Cruzes anunciar a interdição de trechos em trilhas do Parque Leon Feffer, em Braz Cubas, por conta do grande volume de chuva que caiu na cidade. Nos últimos dias, a administração municipal já havia comunicado sobre interdições no Parque Centenário e na Ilha Marabá.

Segundo a Prefeitura, o Leon Feffer está com grandes poças d’água ocasionadas pelo aumento do nível do Rio Tietê. O secretário Daniel Teixeira de Lima esteve no local e constatou a situação, informando que a área permanecerá interditada até que a água recue.

“Assim como acontece com o Parque Centenário, o Leon Feffer está situado na área natural de várzea do rio Tietê e cumpre uma função importante, que é receber a água do rio, reduzindo um pouco o volume do rio. Os dois parques foram projetados para isso na época de chuvas mais intensas auxiliam de forma positiva no processo de extravasão da água”, disse o secretário, acrescentando que os parques funcionam como piscinões naturais.

A administração reforça, porém, que o parque está aberto à visitação e apenas o trecho alagado está interditado. Os guardas municipais que trabalham no local orientam os frequentadores.

Ilha Marabá

Localizada às margens do Tietê, a Ilha Marabá possui uma trilha que permite aos visitantes chegarem até as margens do rio. Com a chuva, a trilha está alagada e a água chegou perto da ponte de madeira existente no local, informou a administração municipal.

“A Ilha Marabá está localizada na área de várzea do rio Tietê e, para garantir a segurança dos visitantes e funcionários, decidimos mantê-la fechada até que o nível do rio volte ao normal”, afirmou o secretário Daniel Teixeira de Lima. De acordo com ele, funcionários da pasta farão o monitoramento diário da situação.

Parque Centenário

Também por causa da forte chuva, o Parque Centenário continua com trechos da pista de caminhada alagados e interditados. A Secretaria do Verde fez o isolamento das áreas alagadas e os guardas municipais que trabalham no local reforçam a orientação aos frequentadores. Apesar disso, o parque está aberto – as demais áreas podem ser utilizadas normalmente pelas pessoas.

Segundo a Prefeitura, tanto o Parque Centenário como a Ilha Marabá foram construídos com o objetivo de ajudar na preservação da área de várzea do rio. “Os dois equipamentos contribuem para a preservação das margens do Tietê e permitem, durante o tempo seco, que as pessoas conheçam o ecossistema existente. Já durante os período de cheia, eles recebem a água do rio e auxiliam na sua extravasão”, finaliza Lima.

Na última terça-feira (11), o nível do rio Tietê estava em 3,50 metros no ponto de medição da Ponte Grande. O limite para extravasão é de 3,60 metros.


Gostou do conteúdo? Ele é e sempre será 100% aberto e gratuito, no entanto, se considerá-lo importante e necessário, você pode apoiar nosso trabalho fazendo uma doação

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais