MOGI DAS CRUZES

Mogi lança novo programa de distribuição de alimentos; veja como se cadastrar

A Prefeitura de Mogi das Cruzes lançou, nesta quinta-feira (29), o projeto Mogi Contra Fome, que tem como objetivo distribuir alimentos para os cidadãos impactados pela pandemia e, assim, diminuir os reflexos gerados pela crise sanitária, econômica e social. Poderão receber auxílio com alimentos moradores da cidade que se enquadrem no perfil de vulnerabilidade social e que estejam cadastrados no sistema.

Alguns dos critérios que serão considerados no momento da seleção são: ter renda familiar de até 3 salários mínimos, estar inscrito do Cadastro Único (CadÚnico), ter filhos matriculados na rede municipal de ensino, ser Microempreendedor Individual (MEI), ser cadastrado em alguma instituição social e já receber auxílio dos governos municipal, estadual ou federal. Serão priorizados moradores de Mogi que ainda não estão sendo atendidos por algum benefício.

Quem precisa de ajuda com alimentos deve realizar o cadastro no site da Prefeitura. Serão solicitados dados pessoais e também informações sobre a composição familiar, com o intuito de identificar a situação de vulnerabilidade do inscrito. A administração municipal solicita que apenas um membro por família se inscreva.

Aqueles que não tiverem acesso à Internet ou tiverem dificuldades para lidar com o sistema podem se inscrever por meio da Ouvidoria Geral, pelo telefone 156, na opção 8 do atendimento eletrônico. O atendimento telefônico acontecerá de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

O preenchimento do cadastro não necessariamente serve como garantia de atendimento, informa a Prefeitura, acrescentando que isso se dará mediante a constatação da situação de vulnerabilidade social e conforme os estoques disponíveis de alimentos.

Mais informações sobre o Mogi Contra Fome podem ser obtidas pelo telefone 156, da Ouvidoria, na opção 8 do atendimento eletrônico e também pela página do projeto no site da Prefeitura.

Auxílio Emergencial Mogiano

Nesta sexta-feira (30) começam a ser pagas as primeiras parcelas do Auxílio Emergencial Mogiano. O benefício é um aporte da Prefeitura de Mogi das Cruzes, que será concedido a pessoas em situação de vulnerabilidade social, já inscritas no Cadastro Único (CadÚnico), com renda per capita entre R$ 89,00 e R$ 178,00 e já beneficiadas ou em espera para receber o Bolsa Família.

Os pagamentos devem acontecer de forma eletrônica, por meio do aplicativo Caixa Tem, devido a uma parceria feita entre a Prefeitura e a Caixa Econômica Federal. Portanto, os beneficiários que tiverem acesso ao aplicativo não precisarão se deslocar para receber os recursos. Quem ainda não possui o Caixa Tem, basta acessar as lojas do Google Play ou a Apple Store e baixá-lo em um desses canais. Saiba mais sobre o pagamento do Auxílio Emergencial Mogiano.

Essa notícia foi atualizada em 30 de abril de 2021 10:46

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online