MOGI DAS CRUZES

Mogi Contra Fome reúne mais de 6 mil cadastros e inicia entregas esta semana

O projeto Mogi Contra Fome, que distribuirá alimentos para cidadãos em situação de vulnerabilidade com objetivo de amenizar os reflexos da crise sanitária, social e econômica causada pela pandemia da Covid-19, já tem mais de 6 mil cadastros em sua base de dados, informou a Prefeitura de Mogi das Cruzes, explicando que ainda será realizada uma triagem para eliminar duplicidades e situações correlatas.

De acordo com a administração municipal, as pessoas a serem beneficiadas serão contatadas e receberão orientações para o recebimento dos alimentos. O início das entregas está previsto para esta semana.

O cadastro continua aberto e disponível para todos que precisem de ajuda com alimentos. Para ser beneficiado, é preciso ser morador de Mogi das Cruzes e ter renda familiar de até três salários mínimos. Também é importante que apenas um membro por família se cadastre e que sejam fornecidas informações reais e atualizadas por parte dos cidadãos, afirmou a Prefeitura.

Doações

O projeto Mogi Contra Fome trabalha com outra vertente, que é o recebimento de doações de alimentos e outros produtos, que serão destinados às pessoas cadastradas. A frente é comandada pelo Comitê Integrado de Apoio ao Mogiano (CIAM) e mais de 1.700 cestas básicas já foram recebidas até o momento.

Quem puder e quiser contribuir para o projeto pode enviar um e-mail para o querodoar@pmmc.com.br. O CIAM também tem um chamamento público aberto, por meio do qual as pessoas podem se inscrever para fazer doações. Quem tiver dificuldades com o cadastro online pode entrar em contato pelo telefone 156, da Ouvidoria Geral, na opção 8.

Essa notícia foi atualizada em 9 de maio de 2021 19:24

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online