Marcus Melo

Marcus Melo rebate Bolsonaro e diz que quarentena continua em Mogi das Cruzes

CIDADE PRIORIDADE
“Inadequado e contra as recomendações dos médicos infectologistas”. Foi assim que o prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo, definiu o pronunciamento feito na noite da última terça-feira (24) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

Em rede nacional, Bolsonaro criticou o pedido para que todos fiquem em casa devido ao avanço do coronavírus (Covid-19) no Brasil. Ele culpou os meios de comunicação por espalharem o que ele chama de “sensação de pavor”, dizendo, ainda, que se contrair o vírus, não pegará mais do que uma “gripezinha”. “Nossa vida tem que continuar. Os empregos devem ser mantidos. O sustento das famílias deve ser preservado. Devemos sim voltar à normalidade. Algumas poucas autoridades estaduais e municipais devem abandonar o conceito de terra arrasada, a proibição de transportes, o fechamento de comércios e o confinamento em massa. O que se passa no mundo tem mostrado que o grupo de risco é o das pessoas acima dos 60 anos. Por que fechar escolas?”, indagou.

“Aqui em Mogi nós vamos proteger a todos que possam ser protegidos”, afirmou o prefeito Marcus Melo em uma transmissão ao vivo realizada na noite desta quarta-feira (25). Na opinião dele, Bolsonaro “lavou as mãos” para os idosos. “A faixa etária que tem risco de morte são os idosos e se a gente continuar aberto neste momento, como falam os médicos infectologistas, nós vamos colocar esses idosos em risco”, disse o prefeito, argumentando que, em muitos casos, os avós moram juntos com os pais e até com os netos.

Durante a transmissão, Melo respondeu a pergunta de uma espectadora que queria saber o que muda em Mogi das Cruzes após o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro. “O decreto do governador João Doria coloca o Estado de São Paulo inteiro em quarentena até o dia 7 de abril, ou seja, aqui em Mogi e em todo o Estado de São Paulo, todas as atividades não essenciais não devem funcionar”.

“Vários empresários falam que tem que retomar, que tem que voltar, mas estão no isolamento em suas mansões. Falam que andam de jatinho, mas não pegam ônibus igual os profissionais que estão tendo que trabalhar esses dias. É fácil falar que precisa retomar a economia, mas estar em sua mansão sendo servido”, disse Marcus Melo.

O secretário municipal de saúde, Henrique Naufel, que também participou da transmissão, concordou com o posicionamento do prefeito. “Nada, absolutamente nada, nos coloca acima ou indiferente do que aconteceu lá fora. Não há razão nenhuma para a gente imaginar que tudo o que aconteceu principalmente na Itália não vai acontecer aqui. Então não é para você entrar nessa vibe que a gente ouviu ontem e ir todo mundo para a rua. Não façam isso. Continuem em casa. Essas duas semanas são importantes para que a gente pare a circulação desse vírus na nossa comunidade. Acreditem no que os técnicos estão falando”, pediu o secretário.

Assista a transmissão do prefeito Marcus Melo

Confira as últimas notícias sobre coronavírus em Mogi das Cruzes e Região

Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região


14 comentários em “Marcus Melo rebate Bolsonaro e diz que quarentena continua em Mogi das Cruzes

  1. Olha eu entendo que o presidente Bolsonaro dizer, muitas empresas vão quebrar, e o pessoal que vende o almoço pra comprar a janta! Quem tem saúde vai trabalhar, grupo de risco fica em casa

  2. Sr prefeito Marcos Mello, acho importante a área da saúde e a área da segurança ta atuando nesse momento tão difícil, mais vejo também que Sr, fez um decreto de fechamento de vários lugares e estabelecimentos, sendo que vários órgãos da prefeitura, ainda estão atuando de uma forma precária com os servidores públicos, (ex: falta de EPI, luvas máscaras lugares dentro do próprio órgão público com aglomerações).
    Será que nesse momento tão difícil, não era hora do Sr Marcos Mello fazer um revezamento com os servidores públicos?
    Para evitar aglomerações, e também dar os EPIs necessário, como máscaras e luvas.
    Pois estive em vários órgaos ou equipamentos da prefeitura, no qual me deparei com a falta de preocupação da sua parte Sr prefeito Marcos Mello, com seus próprios funcionários públicos, principalmente naqueles servidores públicos que estão diretamente na linha de frente, no atendimento com a população.
    Será que o Sr prefeito Marcos Mello começa a cuidar da casa de fora pra dentro?
    Não seria o inverso???
    Não

  3. Estou desempregado à um ano moro sozinho não tenho nenhuma renda não posso fazer bico, vou comer o que? Quem vai me ajudar, irei na residência do prefeito pedir uma sexta básica afinal tenho certeza que alimento para os seus não irá faltar !!!!!!!!!!

  4. QUANDO SE FALA DE BOLSONARO O VAGABUNDO TEM MEDO MAIS AINDA TENHO INFORMAÇÃO QUE BOLSONARO VAI ELEGER TODOS PREFEITO DE SAO PAULO E DO MUNDO SEM CONTAR QUE FANFARRÃO ESTA COM MEDO TER MEDO DE UM GAROTO DE 25 ANOS PARA PREFEITO TA DESPREPARO DO PREFEITO PARA MARCOS MELLO FIM DE CARREIRA POLÍTICA . TAMOS CHEGANDO

  5. Mais uma manobra política usando o medo contra o chefe de estado, isso só mostra a falta de respeito pela autoridade do presidente e desmascara as intenções políticas só atual prefeito, que não será re-eleito. Gostaria muito que a esposa dele se candidatasse e que não tivesse amarras com o partido do marido.

  6. Achando interessante essa campanha antecipada dizendo que estamos correndo riscos. Depois dirão que até hospitais construíram para salvar a população.
    Afff farinha do mesmo saco Doria e Marcus. Devem estar pedindo para diagnosticarem todos com corona

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *