MOGI DAS CRUZES

Guardas municipais controlam princípio de incêndio em escola de Mogi das Cruzes

Um princípio de incêndio foi controlado por guardas municipais de Mogi das Cruzes na madrugada desta quinta-feira (21) na Escola Municipal de Educação Especial Professora Jovita Franco Arouche, na Vila Lavínia.

De acordo com os guardas, após solicitação da Ciemp (Central Integrada de Emergências Públicas), eles se dirigiram à unidade escolar para verificar um disparo de alarme.

Ao chegar no local, perceberam que havia um princípio de incêndio em uma das salas. Segundo os GCMs, eles precisaram arrombar a porta e conseguiram apagar o fogo com o uso de um extintor.

Os guardas afirmaram que, como não foi possível identificar o motivo do incêndio, a energia elétrica foi desligada e a vice-diretora da escola informada do ocorrido.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação de Mogi das Cruzes afirmou que o incêndio foi criminoso e repudiou o ato. “Repudiamos veementemente o ato, que aconteceu justamente no mês em que se comemora o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A unidade atende estudantes da rede municipal de ensino com deficiência desde 1987 e é referência de atendimento a alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA) no Alto Tietê”.

Segundo a pasta, ao longo do dia, a equipe de manutenção deu suporte para a unidade e seguirá trabalhando nos reparos dos danos para que o atendimento aos alunos não seja prejudicado.

Confira abaixo fotos da escola após o incêndio:

Fotos: GCM de Mogi das Cruzes

Clique aqui e confira mais notícias de Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 21 de abril de 2022 21:32

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP