Categorias
ALTO TIETÊ

EDP: 64 mil clientes do Alto Tietê foram afetados por ocorrências com pipas na rede elétrica no 1º semestre



De janeiro a junho deste ano, 64.339 clientes foram afetados com interrupção da distribuição de energia por conta de ocorrências envolvendo pipas na rede elétrica no Alto Tietê, segundo informações divulgadas pela EDP, distribuidora de energia da região.



De acordo com a companhia, o número representa aumento de 26% comparado ao mesmo período do ano passado, quando 50.936 clientes foram impactados.



As ocorrências também tiveram aumento, passando de 844 para 878 no período. A EDP explica que o maior número de clientes afetados se deve à localização das ocorrências, em trechos mais populosos e próximos das redes elétricas. Em abril deste ano, por exemplo, uma única ocorrência com pipa deixou 7.587 clientes sem energia em Itaquaquecetuba.



“Em muitos casos conseguimos manobrar de forma automatizada o sistema de distribuição de energia para reduzir a abrangência do dano à rede e o tempo de interrupção do fornecimento nesses locais, porém o transtorno provocado por uma pipa que enrosca na fiação ainda é muito grande, podendo deixar hospitais, escolas, residências e empresas sem energia. E o mais grave é a questão do risco de ferimentos graves e até de morte para quem pratica esta brincadeira sem segurança”, afirmou o gestor de operação da EDP, Stevon Schettino.



As linhas de pipas – com ou sem cerol ou produtos cortantes – causam desligamentos ao romper os cabos de energia e também podem provocar curtos-circuitos, ao ficarem presas na fiação.

O maior número de clientes afetados no Alto Tietê no primeiro semestre de 2023 foi na cidade de Itaquaquecetuba, com 19.827 ligações prejudicadas. Na sequência vem Ferraz de Vasconcelos, com 12.798; e Suzano, com 15.020. Confira a relação completa na tabela a seguir:

Município Clientes afetados (Jan/Jun 2023)
Biritiba Mirim9
Ferraz de Vasconcelos12.798
Itaquaquecetuba19.827
Mogi das Cruzes9.355
Poá7.096
Salesópolis234
Suzano15.020

No período de férias e de maior incidência desse tipo de ocorrência, a EDP intensifica o alerta. “A EDP deve ser acionada imediatamente em caso de qualquer ocorrência que envolva a rede de distribuição de energia. Será encaminhada equipe técnica ao local para reparar o dano causado e para o restabelecimento do sistema”, reforça o gestor.

Dicas para empinar pipa com segurança

  • Busque espaços abertos como parques e campos, onde não exista o risco de contato com fios de energia. Empine pipas longe de rede elétrica, em locais onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, de serviço telefônico ou antenas de celular. Isso evita acidentes e interferências na qualidade desses serviços;
  • Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-la. Nunca use varas nem suba em postes, muros ou lajes para tirar uma pipa. O choque, nestes casos, pode ser fatal. Somente técnicos da distribuidora são treinados para manusear a rede com toda segurança.
  • Arremessar objetos na rede elétrica para o resgate da pipa pode causar graves acidentes. O “lança-gato” (pedra presa a uma linha), ou qualquer outro objeto, não deve ser lançado na rede;
  • Jamais use cerol ou a chamada “linha chilena”. Esses produtos são proibidos e podem também provocar acidentes graves e mortes. Ao cortar a camada protetora da fiação, a linha interrompe a transferência de corrente elétrica, podendo provocar curto-circuito;
  • Não empine pipas perto de estradas e vias de grande circulação de veículos, pois a linha da pipa pode ferir ciclistas e motociclistas, além do risco de atropelamento a quem está praticando a brincadeira.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região? Siga nossos perfis no InstagramFacebook e Google News e entre em nossos grupos no Telegram e WhatsApp.

Por Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP