ALTO TIETÊ

Condemat busca fortalecimento da cadeia produtiva de mel no Alto Tietê

A região do Condemat (Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê) busca junto ao Governo de SP o reconhecimento do primeiro Arranjo Produtivo Local (APL) do Alto Tietê, formalizado nesta quarta-feira (21), por meio de parceria do consórcio com instituições públicas e privadas, para fortalecimento da cadeia produtiva do mel na região.

O objetivo é promover o aprimoramento dos métodos de produção e comercialização de mel; adoção de políticas públicas de apoio aos processos de produção, comercialização e pesquisa dentro da cadeia; discussão de processos articulados de comercialização, entre outros.

De acordo com o Condemat, o APL começou a ser formatado em maio de 2020. Ao longo dos meses, foram realizados estudos para formatação do plano de ação, que consiste no fortalecimento da Apicultura e Meliponicultura regional, com atuação em quatro eixos: Gestão, Produção, Comercialização e Infraestrutura.

A expectativa do consórcio intermunicipal é de que em dezembro o APL seja submetido ao edital de Chamamento da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico para reconhecimento.

O presidente do Condemat e prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, falou sobre o potencial produtivo da região e destacou a iniciativa para fortalecimento do setor. “A região tem um potencial agrícola muito grande. Somos responsáveis pelo abastecimento de grande parte do Estado, e temos potencial para crescer ainda mais por meio de iniciativas como esta, promovida pelo Condemat, que envolve Poder Público, iniciativa privada, entidades e sociedade civil”, disse.

Com a produção de mel concentrada principalmente nas cidades de Biritiba Mirim, Guararema, Mogi das Cruzes, Salesópolis, Santa Branca e Santa Isabel, o setor foi responsável por movimentar aproximadamente R$ 500 mil na economia regional no primeiro semestre do ano, promovendo a geração de emprego e renda.

 “Nós estamos trabalhando em novas técnicas e manejos para aumentar a produtividade do mel e de derivados, contribuindo com a geração de empregos”, destacou o presidente da Associação dos Agricultores e Apicultores da Serra do Itapeti (AGRIAPSI), Eduardo Nelson Alves Junior.

Também participaram do evento de formalização do APL, o vice-prefeito de Guararema, Odvane Rodrigues da Silva; o secretário de Agricultura de Mogi das Cruzes, Felipe Almeida; o secretário de Desenvolvimento, Meio Ambiente, Agronegócio e Regularização Fundiária de Salesópolis, Douglas Prado Nepomuceno Batista; o secretário executivo do CONDEMAT, Adriano Leite; a gerente regional do SEBRAE, Gilvanda Figueirôa; o diretor da Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CATI/CDRS), David Rodrigues; o presidente da Cooperativa Agrícola Mista do Alto Tietê (CAMAT), Antonio Carmargo Neto, além de representantes da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e FATEC Mogi das Cruzes, Suzano S/A,). 

Essa notícia foi atualizada em 22 de outubro de 2021 10:15

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online