EMPREGOS

Coletivo Online inscreve para curso gratuito que conecta jovens ao primeiro emprego

Estão abertas as inscrições para o segundo ciclo do Coletivo Online, curso gratuito e 100% digital, fruto de uma parceria entre os Ministérios da Cidadania e do Trabalho e Previdência com o Instituto Coca-Cola Brasil (ICCB). O objetivo do curso é desenvolver as habilidades necessárias para que os jovens busquem oportunidades no mercado de trabalho. São 3 mil para o estado de São Paulo e 2 mil vagas para o município de Cuiabá/MT.

O curso é destinado a jovens de 16 a 25 anos, com prioridade aos inscritos no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal). Para participar, também é necessário ter concluído ou estar cursando o Ensino Médio.

O formato do programa permite que o jovem faça o curso de qualquer lugar, a qualquer momento, por meio do WhatsApp. São 10 videoaulas curtas e objetivas, focadas em temas do mundo do trabalho, como elaboração de plano de vida, planejamento financeiro, construção de currículo e como se preparar para entrevistas e processos seletivos.

“Os cursos serão divididos em sete ciclos ao longo deste ano. Estamos dando início, com essas vagas, ao segundo ciclo. Esperamos atingir um número cada vez maior de jovens interessados em aprimorar as habilidades e em conseguir oportunidades de trabalho”, afirmou Fábio Roque, coordenador-geral de Mobilização e Parcerias do Departamento de Inclusão Produtiva Urbana do Ministério da Cidadania.

Os participantes terão até quatro semanas para assistir às aulas e fazer as atividades práticas. Ao término do curso, recebem um certificado de conclusão. Eles também podem se cadastrar em comunidades que divulgam vagas de emprego. É possível se candidatar a processos seletivos de uma rede de parceiros de mais de 400 empresas.

Os interessados na qualificação têm até 16 de maio para se inscreverem por meio da internet.

Essa notícia foi atualizada em 12 de maio de 2022 16:09

Compartilhar
Tudo sobre: Cursos gratuitos
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP