Em março, choveu 34% mais que o esperado nas represas do Alto Tietê

CIDADE PRIORIDADE

De acordo com o o Boletim dos Mananciais publicado pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) no último domingo (31), em março choveu 34% mais que o previsto no Sistema Alto Tietê – a média histórica era de 172,8 milímetros, mas choveu 231,1 milímetros no mês.

Já com relação ao volume de chuva do ano passado, o aumento foi de 67%. Isto porque, em março de 2018, foram registrados apenas 138,5 milímetros de chuva.

Mesmo o tempo tendo ficado um pouco mais seco nos últimos dias, no geral, as represas do Sistema Alto Tietê ainda encerraram o mês com um volume armazenado de 91,4% da capacidade, sendo que duas delas – Jundiaí e Taiaçupeba – continuam trabalhando acima da capacidade, com volume de 106,12% e 113,21%, respectivamente.

O Sistema Alto Tietê conta com cinco represas distribuídas entre os municípios de Mogi das Cruzes, Salesópolis, Biritiba Mirim e Suzano; São elas: Ponte Nova, Paraitinga, Biritiba, Jundiaí e Taiaçupeba, que ficam em Mogi das Cruzes, Salesópolis, Biritiba Mirim e Suzano. A capacidade de produção é de 15 mil litros de água por segundo para atender 4,2 milhões de habitantes da zona leste de São Paulo e dos municípios e Arujá, Itaquaquecetuba, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano, além de parte de Mogi das Cruzes e de Guarulhos.

Tempo firme

Apesar de ter registrado um alto volume de chuvas, o mês de março terminou com dias um pouco mais secos, o que, de acordo com a Previsão Tempo, será mantido nesta primeira semana de abril. Até quarta-feira (3), os termômetros devem chegar a 31°C na cidade.

As chances de chuva nos próximos dias são baixas e a tendência é de que o frio que tem chegado à noite diminua aos poucos, o que manterá o tempo mais firme, sem tanta oscilação de temperatura.

Vote no Notícias de Mogi para o prêmio de Melhor Portal de Notícias do Alto Tietê


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *