Câmara questiona Prefeitura sobre valores dos serviços prestados pelo Semae de Mogi

CIDADE

Os vereadores da Câmara Municipal de Mogi das Cruzes aprovaram, por unanimidade, nesta quarta-feira (10), um requerimento (147/2019) do vereador Caio Cunha (PV), que cobra da Prefeitura informações sobre os valores dos serviços prestados pelo Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto) entre os anos de 2016 e 2019.

Cunha contou que pediu, via Lei de Acesso à Informação, os valores dos serviços prestados pela autarquia e constatou aumento de praticamente 100% no valor total dos serviços com preços fixos do Semae.

De acordo com o vereador, “transfigura-se urgente e necessário, que seja explicado ao povo mogiano os motivos que nortearam tais alterações”. “Trata-se de um assunto transversal. As elucidações serão fundamentais, haja vista que a Administração Municipal certamente deve conter os porquês, extirpando, por conseguinte, qualquer dúvida”, disse ele.

No requerimento, Cunha cita como exemplo o serviço de “ligação de água (grandes consumidores)”. Embora esteja com um nome diferente na tabela de 2019 (Ligação de Água 3” x.1.100 m³/dia) o parlamentar entende que os serviços possuem características iguais. “Obteve um salto de R$ 1.510,02 para R$ 6.153,91”. Ou seja, um aumento de 307,53% entre os anos de 2018 e 2019.

O vereador pediu ao prefeito Marcus Melo (PSDB) que diga se foram realizadas ações para expor à população as razões dos aumentos nos serviços e se houve estudos por parte do Executivo que justifiquem as alterações nos preços dos serviços. Cunha ainda questionou a existência possíveis leis municipais que autorizem as alterações nos preços.

Vote no Notícias de Mogi para o prêmio de Melhor Portal de Notícias do Alto Tietê


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *