Câmara de Mogi das Cruzes aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2021

PUBLICIDADE

Em sessões ordinária e extraordinária, realizadas na tarde desta terça-feira (15), a Câmara Municipal de Mogi das Cruzes aprovou em duas discussões e duas votações o Projeto de Lei 41/2020, de autoria do Executivo, que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para a elaboração da Lei Orçamentária do Município para o ano de 2021.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias, que compreende as metas e prioridades da administração, tem como principal finalidade orientar a elaboração do orçamento do município para 2021. Em agosto, o Legislativo realizou uma audiência pública para discutir o Projeto.

A LDO apresentada aos vereadores prioriza, entre outras coisas, o investimento em áreas sociais, mobilidade urbana, saneamento básico e modernização das ações governamentais. Entre os principais programas da LDO 2021 estão as funções de gabinete, acesso à moradia, desenvolvimento econômico e promoção do esporte e lazer. Vale lembrar que a receita total do Município, estimada para 2021, é de R$ 1.825.677.622,03.

PUBLICIDADE

O vereador Pedro Komura (PSDB), que é membro da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento da Casa, usou a tribuna para ressaltar a importância da aprovação do Projeto. “A LDO vai nortear a proposta orçamentária para o exercício de 2021, já com o Projeto Mogi Eco Tietê incluso, que vai movimentar muito a nossa cidade. É um projeto de fundamental importância para o nosso município”, ressaltou.

“A LDO traça diretrizes para onde vai a arrecadação no ano que vem. É importante a sociedade saber que diretrizes é algo muito genérico. Não é neste momento que se discute o destino final dos recursos públicos”, complementou o vereador Rodrigo Valverde (PT).

PUBLICIDADE
Deixe um comentário

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais