Categorias
PREVISÃO DO TEMPO

Calorão continua esta semana em Mogi das Cruzes; veja a previsão do tempo completa



O fim de semana foi extremamente quente em Mogi das Cruzes, com máxima de 37°C, devido a uma onda de calor que vem atingindo diversas regiões do país. A previsão do tempo indica que, esta semana, as temperaturas continuarão altas.



De acordo com o Climatempo, site especializado em condições climáticas, esta segunda-feira (13) será de sol com aumento de nuvens ao longo do dia. À noite podem ocorrer pancadas de chuva. Os termômetros marcam entre 21°C e 36°C.



Na terça (14), a mínima será de 22°C e a máxima voltará a alcançar os 36°C em Mogi das Cruzes. O calorão deve aumentar a nebulosidade, provocando pancadas de chuva entre a tarde e a noite.



A quarta (15) será de sol com aumento de nuvens de manhã e chances de chover no período da tarde. Segundo a previsão do tempo, as temperaturas oscilarão entre 20°C e 34°C.



A semana ainda terminará quente e com probabilidade de mais chuva, porém, com volume menor. A máxima chegará aos 36°C na quinta (16) e sexta-feira (17).

Confira abaixo mais detalhes da previsão do tempo para os próximos dias em Mogi das Cruzes:

  • Segunda (13): Sol com aumento de nuvens ao longo do dia. À noite ocorrem pancadas de chuva / Temperatura: 21°C a 36°C / Volume de chuva: 5mm
  • Terça (14): Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite / Temperatura: 22°C a 36°C / Volume de chuva: 15mm
  • Quarta (15): Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite / Temperatura: 20°C a 34°C / Volume de chuva: 10mm
  • Quinta (16): Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto/ Temperatura: 21°C a 36°C / Volume de chuva: 4mm
  • Sexta (17): Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite / Temperatura: 21°C a 36°C / Volume de chuva: 5mm

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região? Siga-nos no Instagram e Google News e entre em nossos grupos no Telegram e WhatsApp.

Por Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP