Caio Cunha vai a Brasília em busca de investimentos e apoio contra o pedágio na Mogi-Dutra

A Prefeitura de Mogi das Cruzes informou que o prefeito Caio Cunha embarcará, nesta terça-feira (4), para Brasília, em busca de investimentos para a implantação da Clínica Escola do Autista e da Escola do Futuro, além de angariar apoio contra a instalação de um pedágio na Rodovia Mogi-Dutra (SP 088 ou Rodovia Pedro Eroles), conforme cogitado pela Artesp desde 2019.

O prefeito viajará acompanhado do secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, Claudio de Faria Rodrigues, e da presidente do Fundo Social de Solidariedade, Simone Margenet Cunha. De acordo com a administração municipal, entretanto, as despesas da primeira-dama serão pagas com recursos próprios.

“Nossa agenda em Brasília será intensa e de muito trabalho. Temos projetos bem encaminhados para Mogi das Cruzes e vamos acertar detalhes pontuais de cada um deles, conversando diretamente com as autoridades federais. Outro ponto fundamental será reforçar nossa posição totalmente contrária à tentativa do Governo do Estado de instalar um pedágio na Mogi-Dutra. Vou conversar com deputados que atuam na região para intensificar nossa mobilização contra essa proposta absurda”, afirmou o prefeito.

Além da luta contra o pedágio, uma das agendas confirmadas ocorrerá no Ministério da Educação, onde o prefeito tratará da Clínica Escola do Autista e da Escola do Futuro, informou a Prefeitura. O primeiro projeto – que já constava do Plano de Governo de Caio Cunha – recebeu uma emenda parlamentar de R$ 2,5 milhões do deputado federal Marco Bertaiolli. Com essa verba, a Prefeitura vai construir a primeira instituição para tratar especificamente do Transtorno do Espectro Autista. Já a Escola do Futuro, prevista para o distrito de Jundiapeba, atenderá alunos do ensino fundamental ciclo II (6º ao 9º ano), reforçando a questão da cidadania para os pré-adolescentes.

Outra agenda será no Ministério do Turismo, onde, de acordo com a administração municipal, o prefeito mogiano buscará investimentos para o Parque da Cidade, o Parque Centenário e o Parque Leon Feffer. O objetivo é angariar recursos para investimentos nos três espaços, com destaque para o Leon Feffer, que possui 26 hectares de área. Inserido na Área de Proteção Ambiental da Várzea do Tietê, o Leon Feffer abriga o Viveiro Municipal, com cerca de 25 mil mudas, e possui equipamentos de lazer como quiosques, campo de futebol, campo de futebol de areia, quadras poliesportivas, quadras de voleibol, pista de skate, playgrounds, lago e trilha para caminhada.

A Prefeitura afirmou, ainda, que Caio Cunha aguarda a confirmação de agendas no Ministério da Agricultura, onde tratará da revitalização de vias na Chácara dos Baianos, com o objetivo de facilitar o escoamento da produção agrícola local. Outra provável ação ocorrerá no Ministério do Desenvolvimento Regional, onde Caio Cunha deve buscar recursos para a reurbanização de Jundiapeba.

Essa notícia foi atualizada em 3 de maio de 2021 16:54

Compartilhar

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais