BRASIL

Bolsa do Povo Educação SP: estudantes podem consultar calendário de pagamentos

No dia 20 de outubro teve início o calendário do ‘Bolsa do Povo SP Educação – Estudantes‘. O programa, que visa atender 300 mil estudantes matriculados na rede estadual de ensino, oferece parcelas R$ 1.000 em pagamentos realizados ao longo do ano letivo.

De acordo com o Governo de SP, no último dia 20, cerca de 83 mil estudantes receberam o pagamento da primeira parcela. A próxima está prevista para após o término do 3º bimestre. Confira abaixo o calendário completo:

  • 1ª parcela: após o início do 3º bimestre letivo de 2021
  • 2ª parcela: após o término do 3º bimestre letivo de 2021
  • 3ª parcela: após o término do 4º bimestre letivo de 2021
  • 4ª parcela: após o início do 1º bimestre letivo de 2022
  • 5ª parcela: após o término do 1º bimestre letivo de 2022
  • 6ª parcela: após o término do 2º bimestre letivo de 2022
  • 7ª parcela: após o início do 3º bimestre letivo de 2022
  • 8ª parcela: após o término do 3º bimestre letivo de 2022
  • 9ª parcela: após o término do 4º bimestre letivo de 2022

Para sacar o benefício, o aluno maior de 18 anos contemplado ou o responsável pelo menor deverá acessar o site www.bolsadopovo.sp.gov.br, criar um cadastro no LoginSP (ou usar o mesmo se já for beneficiário de outras frentes do Bolsa do Povo), acessar a área restrita e anotar o número do protocolo e senha. Após acessar o protocolo e senha, os beneficiários deverão comparecer a um caixa do Banco do Brasil (ou correspondentes bancários) e Banco 24Horas.

Sobre o Bolsa do Povo SP Educação

O Bolsa do Povo SP Educação tem como objetivo garantir o vínculo dos estudantes mais vulneráveis com o ambiente escolar. Com esse recurso, a Seduc visa mitigar os impactos da pandemia da Covid-19 sobre os estudantes da rede estadual de ensino; promover a recuperação e o aprofundamento da aprendizagem; prevenir o abandono e a evasão escolar; e propiciar meios para conclusão do ensino médio entre os jovens.

No total, serão R$ 400 milhões investidos pelo governo do Estado de São Paulo. Deste montante, R$ 100 milhões serão aportados ainda em 2021 e R$ 300 milhões estão programados para o ano letivo de 2022.

Para ter direito ao Bolsa do Povo SP Educação – Estudantes é necessário estar regularmente matriculado no Ensino Médio da rede estadual de ensino, estar em situação de pobreza ou extrema pobreza de acordo com o Cadúnico; e cumprir as seguintes condicionalidades previstas pelo Programa:

  • apresentar o Termo de Responsabilidade assinado, disponibilizado na Secretaria Escolar Digital (SED);
  • manter frequência escolar bimestral acima de 80%, que deverá ser registrada por seus professores no Diário de Classe Digital
  • realizar as atividades complementares pelo menos 02 (duas) horas diárias por meio do aplicativo do Centro de Mídias de São Paulo (CMSP)
  • participar de pelo menos uma atividade ou avaliação de aprendizagem na Plataforma de Atividades e Avaliação Formativa de São Paulo, através da plataforma CAED, a cada bimestre
  • o estudante matriculado na 3ª série do Ensino Médio, também deverá cumprir pelo menos 80% das atividades preparatórias para o ENEM, disponibilizadas no aplicativo do Centro de Mídias de São Paulo (CMSP)

Poderão ser contemplados também estudantes de 9º ano se houver recurso após o atendimento dos estudantes de Ensino Médio, de acordo com a Resolução, informou o Governo de SP.

Cadastro no Bolsa do Povo SP Educação

As inscrições para o Bolsa do Povo SP Educação – Estudantes podem ser realizadas pela internet.

Assista abaixo um passo a passo de como realizar o cadastro no programa:

Siga nossa página no Google News e receba mais notícias sobre benefícios sociais

Essa notícia foi atualizada em 24 de novembro de 2021 11:56

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online