Categorias
ALTO TIETÊ

Após fortes chuvas, Itaquaquecetuba decreta situação de emergência em 12 bairros



Em decorrência das fortes chuvas que atingiram o município nos últimos dias, a Prefeitura de Itaquaquecetuba decretou, na quinta-feira (9), situação de emergência em doze bairros e seis vias da cidade.



Na última terça (7), em novo episódio de chuvas intensas, Itaquá recebeu 76,2 milímetros de chuva, totalizando em acumulado 220 milímetros, segundo a administração municipal.



Entre as principais consequências estão deslizamentos de terra no bairro Nova Louzada e o extravasamento de córregos, que também afetou a região junto ao Marengo Baixo, Vila Japão, Tipóia, Jardim Miray, Jardim Tropical, Parque Piratininga, Vila Bartira e Jardim Fiorelo.



A cheia do Rio Tietê afetou diretamente os bairros Maria Augusta e Vila Sônia, além de ocasionar pontos de alagamento nas principais vias do município como as estradas de São Bento e Corta Rabicho, avenidas Almiro Dias e Brasil, assim como as ruas Tiradentes e Santa Rita de Cássia.



Ainda nos últimos dias, foram registrados novos deslizamentos, desta vez na rua Ubiratan, no bairro Vila Arizona, e na rua Andirá com a Águas Formosas, no bairro Nova Louzada. Ao todo, foram mais de 650 moradias afetadas, deixando aproximadamente 300 pessoas desalojadas que se deslocaram para a casa de familiares.

A Prefeitura de Itaquaquecetuba informou que, na quarta-feira (8), uma equipe multidisciplinar que integra o Plano Municipal de Contingência das Áreas de Risco de Itaquaquecetuba recebeu equipes da Defesa Civil estadual e do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). Os agentes fizeram vistorias e análises técnicas no Louzada.

Segundo a administração municipal, o decreto tem por objetivo minimizar os efeitos da chuva, reforçando as ações emergenciais por meio da Defesa Civil, do Desenvolvimento Social e de Serviços Urbanos com suporte às famílias afetadas, limpeza de boca de lobo, lavagem de ruas, liberação de vias, retirada de árvores, galhos e detritos, além da obtenção de recursos e ações estaduais e/ou federais necessárias para restabelecer a normalidade local.

“Nossas equipes estão mobilizadas para atender todas as famílias atingidas pelas fortes chuvas que atingiram Itaquá nos últimos dias. Todas as secretarias estão empenhadas em diferentes formas de auxílio, desde o primeiro atendimento às famílias, como no fornecimento de itens de limpeza e de saúde”, disse o prefeito Eduardo Boigues.

“Assim como em outras cidades, Itaquá está recebendo uma quantidade de chuva além do esperado. Diante disso, o estado de emergência, que tem validade de 180 dias, nos ajuda a garantir a segurança e a vida dos munícipes”, afirmou o coordenador da Defesa Civil do município, Anderson Marchiori.

Quer ficar por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e região? Siga nossos perfis:

Por Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP