Prefeito Marcus Melo

Após crise de pancreatite, prefeito Marcus Melo recebe alta de hospital em Mogi

CIDADE PRIORIDADE

O prefeito de Mogi das Cruzes, Marcus Melo, recebeu alta, na manhã deste domingo (5), do Hospital Santana, onde estava internado para tratar uma crise de pancreatite aguda. A informação foi enviada ao Notícias de Mogi pela assessoria de comunicação do hospital.

Na última sexta-feira (3), Melo publicou uma nota em suas redes sociais afirmando: “Graças a Deus já estou bem melhor (…) Agradeço de coração tantas mensagens e preces pelo meu restabelecimento! O carinho de todos vocês ajuda a aliviar a dor e dá forças para acelerar a recuperação!”.

Marcus Melo deu entrada no hospital às pressas, no meio da madrugada de quarta-feira (1). Após os primeiros exames, o prefeito foi conduzido à UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

A crise de pancreatite aguda pegou Marcus Melo logo após ele chegar de viagem. O prefeito esteve no Japão e na Bélgica a trabalho, acompanhado de empresários e vereadores de Mogi.

Pancreatite aguda

A doença é caracterizada pela inflamação do pâncreas e causa fortes dores na região do abdômen. Ela ocorre quando as enzimas digestivas produzidas no pâncreas são ativadas no interior do órgão, causando danos.

Durante a digestão normal, as enzimas pancreáticas inativadas se movem por meio de ductos presentes no pâncreas e viajam para o intestino delgado, onde são ativadas e ajudam na digestão. Isto faz com que essas enzimas causem irritação às células do pâncreas, causando inflamação e os sinais e sintomas associados à pancreatite.

A pancreatite aguda ocorre quando essa inflamação acontece de repente, e não costuma durar mais do que alguns dias, sendo que inúmeras causas podem levar a ela: Cálculo biliar; Cirurgia abdominal; Complicações decorrentes de fibrose cística; Hipercalcemia; Hiperparatireoidismo; Hipertrigliceridemia; Infecções virais, como caxumba e pneumonia; Lesões no abdômen; Câncer de pâncreas; Doenças autoimunes; Doença de Kawasaki; e Síndrome de Reye.

Alguns fatores são considerados de risco por especialistas para o desenvolvimento de pancreatite aguda. São eles: Histórico familiar da doença, tabagismo, alcoolismo e o uso de certos medicamentos.

Entre em nossos grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi das Cruzes e Região


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *