EMPREGOS

SP: pais de alunos receberão R$ 500 para acompanhar protocolos sanitários nas escolas

O Governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira (14) o início das inscrições para o programa Bolsa do Povo Educação. A iniciativa irá contratar 20 mil pais e responsáveis de alunos da rede estadual de ensino para prestar apoio geral às escolas, com um benefício mensal de R$ 500 por mês durante seis meses.

Segundo o governo estadual, os pais e responsáveis vão atuar principalmente no acompanhamento de protocolos sanitários, garantindo o retorno presencial seguro para estudantes e funcionários. A jornada de trabalho será de 4 horas por dia e vai ocorrer até dezembro.

“O Bolsa do Povo Educação é mais um programa da Rede de Proteção Social do Governo do Estado de São Paulo, que já beneficia hoje 2 milhões de pessoas em situação de alta vulnerabilidade”, disse Doria.

O Governo de SP afirmou que o Bolsa do Povo Educação tem como principal objetivo auxiliar as famílias a superar os desafios educacionais e financeiros provocados pela pandemia e ampliar o envolvimento de toda a comunidade escolar, reforçando vínculos entre alunos, professores e servidores da Educação e gerando novos postos de ocupação.

Para participar é necessário ser responsável legal por aluno da rede estadual (um responsável por família), estar desempregado há pelo menos três meses, ter entre 18 e 59 anos e morar próximo à unidade escolar (raio de dois quilômetros). De acordo com o governo, são critérios preferenciais: estar cadastrado no CadÚnico; ser mãe de aluno da rede estadual; ter filho estudando na escola de interesse; proximidade entre endereço residencial e escola; e maior idade.

As inscrições acontecem de 19 a 31 de julho e podem ser feitas pelo site do Bolsa do Povo, clicando na aba Educação. Para se inscrever será necessário o número de Registro do Aluno (RA).

Essa notícia foi atualizada em 28 de setembro de 2021 11:41

Compartilhar
Tudo sobre: Governo de SP
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online