Categorias
POLÍCIA

SHPP de Mogi prende suspeita após esclarecer latrocínio que vitimou comerciante em Itaquá



O SHPP (Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa) de Mogi das Cruzes deteve na cidade, na última segunda-feira (21), uma mulher suspeita de ter participado do latrocínio que vitimou um comerciante em Itaquaquecetuba no último mês de janeiro.



As investigações concluíram que o homem manteve contato com uma suposta mulher por um aplicativo de namoro e foi atraído para um encontro que, na verdade, era uma emboscada. Um integrante da quadrilha o esperava para roubá-lo e, ao não parar veículo, a vítima foi atingida por um tiro no tórax.



Mesmo ferido, o homem ainda conseguiu conduzir o veículo até o estacionamento de uma igreja, onde acabou falecendo no local. Após a ação, os bandidos fugiram.



De acordo com o delegado titular do SHPP de Mogi, Rubens José Angelo, que conduziu as investigações, “a motivação do crime era roubar, subtrair valores da vítima”. Segundo ele, certamente tratava-se de uma ‘Quadrilha do Pix’, que visava roubar o aparelho celular da vítima e realizar um sequestro-relâmpago para fazer transferências bancárias.



Em fevereiro, outro suspeito de integrar a quadrilha já havia sido preso pelo SHPP de Mogi das Cruzes. O departamento de polícia especializado afirma que as investigações prosseguem no sentido de identificar e prender os demais integrantes do grupo.

Clique aqui e confira mais notícias de polícia

Para receber mais notícias do Alto Tietê, entre em nossos canais no WhatsApp: Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano

Compartilhe essa notícia: