MOGI DAS CRUZES

Sem pacientes internados, ala de Covid-19 na Santa Casa de Mogi é desmobilizada

Sem pacientes internados para tratamento contra o novo coronavírus, a Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes está desmobilizando sua ala de internação Covid-19 para atender às demandas em outras áreas médicas.

A estabilização dos casos e óbitos e o avanço da vacinação contra a Covid-19 registradas nas últimas semanas está promovendo mudanças também em outras infraestruturas hospitalares. “Estamos monitorando essas mudanças e trabalhando em conjunto para possibilitar a retomada de atendimento às outras comorbidades”, explica a secretária municipal de Saúde, Andréia Godoi.

Em julho, o Hospital Luzia de Pinho Melo já reduziu o número de leitos ofertados para Covid-19. Entre as unidades particulares, o Hospital Mogi Mater também deixou de receber pacientes com novo coronavírus após alta do último caso de internação e o Hospital Santana está atendendo de acordo com a necessidade, informou a administração municipal, acrescentando que, se houver necessidade, os equipamentos serão acionados para reativação de acordo com as demandas.

Ainda de acordo com a Prefeitura, o Hospital Municipal de Mogi das Cruzes, em Braz Cubas, continuará como referência exclusiva para casos do novo coronavírus e não diminuirá leitos, “garantindo todo suporte necessário aos pacientes em busca de atendimento ou internação”.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 em Mogi das Cruzes está em 42,6%, uma vez que, dos 94 leitos existentes, 40 estão ocupados. Com relação aos leitos de enfermaria, onde são tratados pacientes com sintomas leves, a ocupação atual é de 21,5% em Mogi, com 29 leitos ocupados dentre 135 existentes.

Essa notícia foi atualizada em 11 de outubro de 2021 11:51

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP