PT fica neutro no 2º turno em Mogi; Valverde diz que votará em Caio Cunha

Em nota divulgada no último sábado (22), o PT (Partido dos Trabalhadores) afirmou que manterá a neutralidade no segundo turno das Eleições Mogi das Cruzes 2020, entre Caio Cunha (PODE) e Marcus Melo (PSDB), cuja votação acontece no próximo domingo (29).

O partido também desmentiu uma publicação que circula nas redes sociais e que informa sobre um suposto apoio do PT a um dos candidatos. “Na manhã deste sábado (21/11/2020), circula nas redes sociais um possível posicionamento do partido em relação a um certo candidato que concorre ao pleito. O partido reitera sua posição de fazer frente a Marcus Melo (PSDB) e seu projeto elitista na cidade. O candidato que concorre à reeleição para prefeito de Mogi das Cruzes faz parte de um grupo que há décadas dirige a cidade. Tal grupo é responsável por diversos problemas que os mogianos enfrentam diariamente como: favorecimento a grandes empresários, falhas na condução de políticas públicas, abandono dos bairros periféricos da cidade dentre outras questões”, diz a nota.

“Diante de tais fatos e ciente das nossas responsabilidades em carregar a maior votação para um projeto progressista na história de Mogi das Cruzes, temos ciência que os dois projetos que estão no segundo turno se distanciam de nossas bandeiras e de nossas pautas. Por fim, liberamos nossa militância e filiados a votarem neste segundo turno de acordo com suas convicções do que seja melhor para Mogi das Cruzes”, concluiu o partido.

Logo após a publicação da nota, Rodrigo Valverde, candidato petista que ficou em terceiro lugar no primeiro turno das Eleições Mogi das Cruzes 2020, realizou uma transmissão ao vivo nas redes sociais para informar os eleitores sobre seu posicionamento pessoal para o segundo turno. Segundo ele, apesar de respeitar a decisão do partido em não apoiar nenhum dos dois candidatos, seu voto será de Caio Cunha.

“Eu, Rodrigo Valverde, dentro das três opções que me cabem, que a cidade me colocou: ou de me abster, ou de votar 45 ou de votar 19, eu vou votar 19 no dia 29 de novembro”, declarou ele, pontuando que não concorda integralmente com o projeto de Caio Cunha, mas que é o único que representa a mudança de poder que ele defendeu desde o início da campanha.

“Tenho certeza que essa decisão do Partido dos Trabalhadores de neutralidade é um veto total ao 45 e também entendendo que o 19 representa o mesmo que o 45, mas tem uma outra parcela entendendo que o 19 pode ser a mudança, não a mudança que todos nós esperávamos, mas alguma mudança na cidade. E de fato é. Vivemos um segundo turno. Tem milhares de mogianos e mogianas que nunca viram um segundo turno na cidade”, comentou Valverde, acrescentando em seguida: “Vou respeitar muito quem se abster, entendendo que são dois projetos iguais, e vou respeitar muito quem ajudar a derrotar este império que nunca teve a chance de ser derrotado, mas essa é uma oportunidade ímpar que eu, particularmente, não vou desperdiçar”.

Veja também: Em Mogi das Cruzes, eleições para prefeito não iam para 2º turno desde 2000

Primeiro turno

No primeiro turno das Eleições Mogi das Cruzes 2020, Marcus Melo recebeu 42,29% dos votos (81.555) e Caio Cunha 28,31% (54.591). Ambos foram para o segundo turno, cuja votação acontece no próximo dia 29 de novembro.

Confira os resultados dos demais candidatos: Rodrigo Valverde (17,38%), Felipe Lintz (8,80%), Miguel Bombeiro (1,20%), Michael Della Torre (1,07%) e Fred Costa (0,96%)

O primeiro turno das Eleições terminou com 192.853 votos a candidatos concorrentes (83,5%), 22.197 votos nulos (9,6%) e 15.921 votos em branco (6,89%).

Confira as últimas notícias sobre as Eleições Mogi das Cruzes 2020

Essa notícia foi atualizada em 22 de novembro de 2020 11:18

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP