MOGI DAS CRUZES

Prefeitura de Mogi e Santa Casa firmam acordo para novo convênio do Pronto-Socorro

A Prefeitura de Mogi das Cruzes afirmou que, na tarde de sexta-feira (17), chegou a um acordo com a Santa Casa de Misericórdia para repactuação do convênio do Pronto Socorro a partir de 29 de dezembro de 2021. O novo acordo será enviado para análise da Câmara Municipal que, na próxima terça-feira (21), deve realizar uma sessão extraordinária para votação. 

De acordo com a administração municipal, a repactuação prevê uma série de melhorias nos serviços prestados à população, como o incremento das equipes assistenciais, a inclusão de novos exames diagnósticos, medicamentos e serviços específicos.

O valor previsto para o novo convênio é de R$ 2,21 milhões por mês. Ainda segundo a Prefeitura, o novo valor foi finalizado por meio de estudos e revisões de orçamentos direcionados em recursos humanos, exames diagnósticos, medicamentos, insumos, remoções, entre outros itens vitais para o funcionamento da unidade. 

A assinatura do acordo só será possível depois da manifestação da Câmara Municipal, que deve promover uma sessão extraordinária para análise da proposta dentro do prazo necessário.

“Trabalhamos incansavelmente para a repactuação nas últimas semanas. Para se ter uma ideia, ainda hoje pela manhã, a equipe da Administração Municipal esteve na Santa Casa e, à tarde, a diretoria da Santa Casa veio à Prefeitura, finalizando um acordo que beneficiará muito a população de Mogi das Cruzes. Queremos um serviço com mais qualidade e transparência”, disse o prefeito Caio Cunha.

O Pronto-Socorro da Santa Casa de Misericórdia funciona 24 horas por dia, sete dias por semana, e atua nas áreas de clínica médica, pediatria, obstetrícia, ortopedia, anestesiologia, fisioterapia, avaliações médicas em neurologia clínica, cirúrgica e cardiologia e pequenos procedimentos cirúrgicos.

Siga nossa página no Google News e receba mais notícias de Mogi das Cruzes

Essa notícia foi atualizada em 18 de dezembro de 2021 10:02

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP