MOGI DAS CRUZES

Prefeitura de Mogi das Cruzes lança Conselho Participativo de Desenvolvimento

A Prefeitura de Mogi das Cruzes lançou, na noite de terça-feira (14), o Conselho Participativo de Desenvolvimento Econômico. O evento aconteceu no auditório do prédio-sede da administração municipal e contou com a presença de representantes da indústria, do comércio, de instituições de ensino e de entidades representantes dos diferentes setores. O prefeito Caio Cunha e a vice-prefeita Priscila Yamagami participaram do lançamento.

“A administração tem como conceito o diálogo e a participação da sociedade nas decisões e nos assuntos importantes para o município. Com o Conselho Participativo de Desenvolvimento Econômico, temos a intenção de desenvolver um projeto de desenvolvimento que torne Mogi das Cruzes uma referência de ambiente de negócios favorável à inovação, ao empreendedorismo e à empregabilidade”, afirmou o prefeito Caio Cunha.

O Conselho Participativo tem como objetivo a construção de um novo plano de desenvolvimento em Mogi das Cruzes, informou a administração municipal, explicando que, para isso, será utilizado o modelo da “Hélice Tripla da Inovação”, em que a conexão entre as instituições de ensino, que trazem pesquisa, ciência e conhecimento, as empresas, como setor produtivo que agregam produtos e serviços, e o governo, como regulação, fomento e provedor de políticas públicas, consolida a força motriz desta construção.

“A intenção é conectar a demanda das empresas, em seus variados segmentos, com as instituições de ensino, formadoras de mão de obra e provedoras de pesquisa e desenvolvimento, tendo a Prefeitura, enquanto executivo, como aglutinadora e facilitadora deste processo”, explicou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Gabriel Bastianelli.

Participaram do lançamento, representantes de diferentes empresas de Mogi das Cruzes – entre indústrias, comércio e serviços -, do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomercio), da Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), da Agência de Fomento Empresarial (AGFE), do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), do Sebrae no Alto Tietê e da Escola Técnica Estadual Presidente Vargas.

A proposta do Conselho Participativo é que sejam realizadas reuniões bimestrais do novo órgão, sempre com a participação de representantes de todos os segmentos envolvidos.

Essa notícia foi atualizada em 16 de setembro de 2021 10:25

Compartilhar

O portal Notícias de Mogi utiliza cookies e tecnologias semelhantes para melhorar sua navegação. Ao continuar navegando você concorda com a nossa Política de Privacidade

Leia mais