Vereador Olimpio Tomiyama

Morre Olimpio Tomiyama, vereador de Mogi das Cruzes por oito mandatos

CIDADE

Morreu, aos 70 anos, nesta segunda-feira (17), em Mogi das Cruzes, Olimpio Tomiyama, que por oito mandatos consecutivos foi vereador da Câmara Municipal, totalizando 34 anos de atuação, o recorde no legislativo da cidade. Atualmente, Olimpio era Consultor de Assuntos Especiais do prefeito Marcus Melo. As causas da morte ainda não foram divulgadas pela família.

O corpo do ex-vereador está sendo velado no plenário da Câmara e o sepultamento está previsto para as 16h, no Cemitério Parque das Oliveiras.

Na manhã desta terça (18), a Prefeitura de Mogi das Cruzes publicou uma nota decretando luto oficial de três dias devido à morte de Olimpio.

Trajetória

Olimpio Osamu Tomiyama foi eleito pela primeira vez em 1982, já na sua primeira candidatura. A filiação partidária, no entanto, ocorreu bem antes, quando ainda estava na faculdade e participou dos movimentos estudantis, na capital. Ele ingressou no MDB, inspirado na figura e nos ideais de André Franco Montoro, que foi seu professor no curso de Direito, na Pontifícia Universidade Católica (PUC).

Foi também nesta época que Olimpio, natural de Londrina (PR), conheceu a mogiana Nair Tomiyama, hoje arqueóloga e professora universitária. Pouco tempo depois, se casaram em 1978 e vieram morar em Mogi para que ele pudesse ser diretor da antiga Cooperativa Agrícola Itapeti. Do fruto dessa união: as filhas Solange, Samantha e Simone.

O contato com a colônia japonesa é que lhe rendeu a popularidade necessária para ingressar na política. Tomiyama explicou que quando assumiu a presidência da Cooperativa iniciou um trabalho para reavivar as 13 associações agrícolas existentes na época. Ele fundou um movimento esportivo denominado Torneio da Amizade da Comunidade Nipo-Brasileira, que passou a ser realizado anualmente, no Clube Náutico. Olimpio conta que, na época, os candidatos da colônia eram indicados pelos mais velhos, mas pela primeira, os jovens se organizaram em um movimento e pediram a sua candidatura.

Olimpio destacou como um de seus principais trabalhos, durante os 30 anos de carreira, a alteração do Código Civil Brasileiro, que determinou a mudança na destinação da herança vacante. Ele explica que, antes, quando havia o falecimento de alguém sem herdeiros, todos os bens eram destinados à Universidade de São Paulo (USP). O parlamentar foi o autor do requerimento enviado ao Congresso pela Câmara de Mogi solicitando que os municípios passassem a ser os beneficiários.

Homenagem

Em 2016, em seu último ano como vereador de Mogi das Cruzes, Olimpio Tomiyama foi homenageado pelos outros vereadores no plenário da Câmara.

“Assumi o mandato em 1983 junto com o Olimpio. Ele é um grande lutador”, disse o então vereador e hoje secretário de saúde Francisco Bezerra Filho (PSB), o Chico Bezerra.

Os colegas lembraram que o peemedebista sempre aconselhou todos os integrantes do Legislativo, especialmente os mais novos. “Ele só entra em uma discussão para ser pontual e preciso, nunca fala de mais ou menos. Isso é admirável”, afirmou Caio Cunha (PV), que ainda é vereador.

“Ele é um grande vencedor. Ficar 34 anos na Câmara não é fácil”

Carlos Evaristo da Silva (PSD)


Entre em nossos Grupos de WhatsApp e fique por dentro de tudo o que acontece em Mogi e Região


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *