MOGI DAS CRUZES

Mogi mantém esquema especial para aplicação da 3ª dose em imunossuprimidos

A Secretaria Municipal de Saúde de Mogi das Cruzes mantém um esquema especial de agendamento da terceira dose da vacina contra a Covid-19 para pessoas com imunossupressão. O objetivo, segundo a administração municipal, é evitar espera na unidade para conferência de documentos e garantir atendimento correto e prioritário.

Diferente dos idosos, que podem efetuar o agendamento online ou pelo telefone 160, os imunossuprimidos a partir dos 18 anos precisam obter autorização para vacinação por e-mail roberta.sms@pmmc.com.br ou whatsapp: (11) 97370-4749.

Ao efetuar contato, o solicitante deve explicar o caso e enviar receita ou laudo médico e demais documentações que comprovem o diagnóstico, além de uma cópia da caderneta de vacinação da Covid-19, orienta a secretaria, explicando que a avaliação é feita por um profissional médico, que autoriza o agendamento ou atendimento pelo PSF de referência. O paciente será comunicado e convocado em seguida.  

A terceira dose ou dose de reforço contra a Covid-19 pode ser aplicada em pessoas com alto grau de imunossupressão a partir do 28º dia de conclusão do esquema vacinal (duas doses ou dose única). Neste grupo estão incluídos pacientes com imunodeficiência primária grave, pacientes oncológicos em quimioterapia e transplantados, entre outras condições.

Em Mogi das Cruzes, os imunizantes disponíveis no momento serão Coronavac ou Pfizer.

3ª dose para pessoas com alto grau de imunossupressão

Considerar pessoas com:
– Imunodeficiência primária grave;
– Pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico no momento;
– Transplantados de órgão sólido (fígado, rim, pâncreas, coração e pulmão) ou de células tronco hematopoiéticas em uso de drogas imunossupressoras;
– Pessoas vivendo com HIV/Aids;
– Uso de corticóides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por ≥14 dias.
– Uso de drogas modificadoras da resposta imune *.
– Pacientes em terapia renal substitutiva (hemodiálise) 
– Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, auto inflamatórias, doenças intestinais inflamatórias)

Devem ter autorização do médico para a vacinação:
   – Artrite reumatóide
   – Espondiloartrites
   – Artrite psoriásica
   – Lupus Eritematoso Sistêmico
   – Esclerodermia (esclerose sistêmica)
   – Síndrome de Sjogren primária
   – Miopatias inflamatórias
   – Vasculites
   – Doença de Crohn
   – Retocolite ulcerativa
– Uso das seguintes drogas:
   – Metotrexato
   – Leflunomida
   – Micofenolato de mofetila
   – Azatiprina
   – Ciclofosfamida
   – Ciclosporina
– Tacrolimus
   – 6- mercaptopurina
   – Infliximabe, etanercept, humira, adalimumabe, tocilizumabe, canakinumabe, golimumabe, certolizumabe, abatacepte, secukinumabe, ustekinumabe)
   – Inibidores da JAK (Tofacitinibe, baracitinibe e Upadacitinibe).

Essa notícia foi atualizada em 20 de outubro de 2021 15:45

Compartilhar
Leandro Cesaroni

Jornalista graduado pela FIAM e pós-graduado em jornalismo cultural pela FAAP. Possui mais de 10 anos de experiência em jornalismo online